Cidade de Buenos Aires: o que Fazer num Roteiro de 4 dias

A cidade de Buenos Aires é uma de minhas queridinhas no mundo. Já estive por lá duas vezes e voltaria outras tantas, amo aquela cidade. Outra cidade que amo, é Barcelona, neste texto tem várias dicas sobre o que fazer por lá.

Nossa última viagem a Buenos Aires foi no final de 2018 e ficamos 4 dias inteiros na cidade. Nosso roteiro, passou por lugares que já conhecíamos (conto quais são, neste texto sobre os Pontos Turísticos de Buenos Aires), assim como por lugares que ainda não tínhamos estado antes.

Na primeira viagem, na verdade apenas passamos por vários pontos, com o ônibus de turismo, Hopp on Hopp off,  e paramos em apenas alguns atrativos. Na época eu ainda não tinha o blog e não tinha ideia de como fazer um roteiro de viagem. Então fui meio que no escuro, apenas com as informações disponíveis nos folders fornecidos no navio. Ah sim, a viagem foi um cruzeiro, neste texto dou várias dicas sobre viagem de navio.

Nesta viagem para Buenos Aires, para ficar conectada e postar vídeos e fotos da cidade para os leitores eu usei o Chip da Easysym4u. Foi maravilhoso, bastou eu trocar o chip do Brasil, pelo chip da Easysim4u. Quando cheguei a Buenos Aires, liguei o celular e já tinha internet ilimitada e com ótima velocidade. Recomendo muito o Chip da Easysim4u, pela qualidade e praticidade de chegar ao destino já conectada. Neste link você conhece todos os planos da Easysim4u e escolhe o que melhor te atende.

 

Casa Rosada - Cidade de Buenos Aires
Casa Rosada – Buenos Aires

 

Cidade de Buenos Aires – Roteiro de 4 Dias

Estes 4 dias na cidade de Buenos Aires foram maravilhosos, pois pudemos conhecer um pouco mais da cidade. Nos hospedamos na Avenida de Mayo, pertinho da Casa Rosada, neste link você pode fazer sua cotação de hotel em Buenos Aires.

Chegamos a cidade no dia 27 de dezembro a noite e voltamos no dia 31 de dezembro, também a noite. Depois conto pra você como o foi o réveillon. Desta forma tivemos 4 dias inteiros para aproveitar os atrativos da cidade.

Para este roteiro, fizemos uma parceria com a empresa La Bicicleta Naranja, que nos forneceu duas bicicletas. Assim nosso roteiro foi quase todo feito de bike, e foi maravilhoso. Pegamos as bikes no dia 28 bem cedo e ficamos com elas até o dia 31 a tarde.

A empresa La Bicicleta Naranja, além alugar bicicletas também tem vários bike tours pela cidade com guia.  Você pode contratar o roteiro que achar mais interessante. O valor de aluguel da bike varia de AR$ 400,00 a AR$ 1900,00 (Pesos Argentinos), dependendo do período. São bicicletas com marchas e todas em bom estado e o pessoal do atendimento, são muito atenciosos. Há dois endereços um em San, Telmo Passage Diufra, 308 e outro em Palermo em Soler, 5046.

Seguro Viagem: você sabia que para entrar na maior dos países é obrigatório ter um seguro viagem? Sem contar a importância de estar coberto, caso haja qualquer problema de saúde durante a viagem. Além disso o seguro tem outras coberturas, como extravio de bagagens e atraso ou cancelamento de vôos. Com a Segurospromo, você poderá comparar os melhores planos, das melhores seguradoras, com os melhores valores. Com o Código promocional DECAPRALA5 você terá 5% de desconto em seu seguro viagem.

 

 

Puente de La Mujer - Cidade de Buenos Aires
Puente de La Mujer – Buenos Aires

 

1º dia de Roteiro

Pegamos as bikes por volta das 10h00 e já estávamos com nosso roteiro pronto. Saímos do bairro de San Telmo, onde fica a empresa La Bicicleta Naranja e seguimos para conhecer o Congresso Nacional e o Palácio Barolo.

Congresso Nacional: De segunda-feira a sexta-feira é possível fazer uma visita guiada pelo Congresso Nacional. As visitas são gratuitas e acontecem das 12h30 às 17h00, com duração entorno de 1 hora. Durante a visita é contada toda a história sobre o edifício onde funciona o Congresso Nacional e também sobre as obras de artes existentes no local.

Para fazer a visita ao Congresso Nacional na cidade de Buenos Aires, é necessário chegar com 30 minutos de antecedência e apresentar um documento com foto, que pode ser o RG ou Passaporte válido. A entrada para a visita se dá pela Rua Hipolito Irigoyen, 1849. Gostei bastante da visita, já que adoro história e arquitetura.

 

Congresso Nacional - Buenos Aires
Congresso Nacional – Buenos Aires

 

Palácio Barolo: Este edifício está localizado na Avenida de Mayo, 1370, bem próximo ao Congresso Nacional. É uma construção que foi inspirada na obra de Dante Alighiere, a Divina Comédia. Nele, cada piso representa uma parte da obra, o térreo é o inferno, e é repleto de figuras representativas conforme o que é retratado no livro.

A visita é feita com guia que vai informando a história de cada parte do prédio e seus significados.  O edifício foi construído a pedido de Luis Barolo, e finalizado em 1923.  O prédio possui 24 andares e um farol, totalizando 100 metros de altura. Existem 11 elevadores, sendo 2 deles secretos, que eram utilizados por Luís Barolo para entrar e sair de seu escritório sem ser visto.

Adorei conhecer este prédio, fiquei muito surpresa com toda a história e lendas envolvendo sua construção e planejamento. A visita guiada ocorre às segundas, quartas e quintas, a cada duas hora até as 19h00. Sextas a cada duas horas e até as 18h00. Sábados a cada uma hora, até as 18h00. Os ingressos custam AR$ 850,00 a AR$ 890,00 dependendo do dia da semana. Os ingressos devem ser comprados antecipadamente, em uma bilheteria ao fundo  do saguão do prédio. Vale muito a pena a visita a vista do mirante é linda, sem contar toda a simbologia e história envolvidas.

 

Palácio Barolo - Cidade de Buenos Aires
Palácio Barolo – Buenos Aires

 

Passeio de bike pelas ciclovias: Antes da visita ao Congresso Nacional e Palácio Barolo, aproveitamos o tempo andando de bike pelas ciclovias existentes nos arredores e passamos por construções lindas, como o Palácio Sarmento, uma construção espetacular, entre as Ruas Córdoba, Callao e Montevidéo.

Depois das visitas ao Congresso Nacional e Palácio Barolo, fomos almoçar (as 16h30…rs) e descansar um pouco no hotel para assistir a um Show de Tango em Buenos Aires, neste texto, conto pra você como foi.

Hotéis: encontre os melhores hotéis, com os melhores preços e com toda praticidade, sem pagar nada mais por isso, e cancele quando quiser no Booking.com.

 

2º dia de Roteiro

Calle Florida: Como havíamos marcado a visita a Casa Rosada para as 12h45, fomos dar um passeio pela Calle Florida, uma das ruas mais tradicionais de Buenos Aires. Por lá você encontra docerias que vendem os deliciosos alfajores e doces de leite. Além de roupas, calçados perfumarias e a famosa Galeria Pacífico que é um shopping com lojas chiquérrimas e carérrimas…rs. Vale a visita pela beleza da arquitetura do lugar. Este passeio fizemos a pé mesmo, pois estávamos hospedados no início da Calle Florida. Que na verdade naquele ponto, o primeiro quarteirão, tem o nome de Rua Peru.

Casa Rosada: Fizemos a visita guiada na Casa Rosada, com uma guia brasileira. Durante a visita é contada tanto a história da construção do edifício, quanto da figura mais importante da Argentina, Evita Peron. Eu adorei a visita, e ter a oportunidade de conhecer uma história tão importante para os argentinos.

As visitas a Casa Rosada ocorrem aos sábados das 10h00 às 18h00 e são gratuitas. O agendamento é realizado via internet, pelo site da Casa Rosada. Mas somente é possível fazer o agendamento no máximo 15 dias antes da visita, e é necessário ficar atento, e entrar no início do dia (exatamente 15 dias antes da visita) para conseguir agendar. Pois como são agendados grupos pequenos para a visita, e é somente um dia da semana, as vagas se esgotam muito rápido. Também fomos até a Casa Rosada a pé, nosso hotel ficava a três quadras de lá.

 

Jardim Interno Casa Rosada
Jardim Interno Casa Rosada

 

Floralis Genérica: Depois do tour guiado na Casa Rosada, pegamos novamente as bikes e fomos fazer mais um passeio pelas ciclovias. Partimos do hotel, não vou descrever todo o caminho aqui, mas colocando no gps  caminho para bike para Floralis Genérica ele indica a ciclovia, é só seguir por ela e sairá no parque onde está a Floralis. Esta é uma obra do arquiteto Eduardo Catalano, tem 23 metros de altura e 18 toneladas. Foi a primeira escultura em movimento do país.

Cemitério de La Recoleta: Ele fica bem próximo a Floralis Genérica do outro lado da praça  em frente a Florarlis.  Atravessando a Plaza Intendente Torcuato de Alvear, o cemitério fica no alto da colina. Eu entrei no cemitério e fiquei um pouco impactada com o que vi, os túmulos são gigantes, parecem mini casas, e os cachões ficam expostos, sobre balcões, não são enterrados. Achei bastante estranho, mas não posso afirmar se eram ou não, somente representativos. É um cemitério famoso e muitos turistas o visitam. É possível fazer visitas guiadas de terça a sexta às 11h00 e às 14h00, sábados, domingos e feriados as 11h00 e às 15h00. As visitas são gratuitas e em Espanhol. Endereço Junín, 1760.

 

Floralis Genérica
Floralis Genérica – Buenos Aires

 

Reserva Ecológica: Um parque localizado em Porto Madero, de onde é possível tirar belas fotos do Rio de La Plata. No dia que fomos visita-lo estava fechado devido as fortes chuvas ocorridas durante a noite e a manhã daquele dia. Mas pelo calçadão é possível avistar parte do Rio de La Plata. Endereço de referência, Olga Cossettini, 340.

Puente de La Mujer: Também é possível chegar até ela de bike, ela fica no Porto Madero. Ainda no calçadão da Reserva Ecológica, pedimos informações em um trailer de lanche. Seguimos as instruções e chegamos facilmente a ponte. Também é possível colocar no GPS, Puente de La Mujer. A ponte é uma construção que foi iniciada em 1998 e terminada em 2001, uma obra do arquiteto Santiago Calatrava. A ponte é suntuosa e de onde se pode ver um lindo por do sol, mas não no verão, quando o sol se põe atrás dos prédios. A ponte é linda. Endereço de referência Avenida Alicia Moreau de Justo, 850.

Obelisco: É um grande monumento histórico do país. Inaugurado em 1936 para lembrar o quarto centenário de Buenos Aires.  Está localizado entre as Avenidas Corrientes e 9 de Julho, este é o local onde foi hasteada pela primeira vez a bandeira de Buenos Aires. Com 67,5 metros de altura e 6,8 metros de base, possui uma escada em seu interior, por onde era possível chegar ao mirante, no topo do Obelisco, hoje a subida é proibida. Um lugar que rende lindas fotos.

 

Obelisco - Buenos Aires
Obelisco – Buenos Aires

 

3º dia de Roteiro

Passeio de Trem a San Isidro e Tigre: No terceiro dia da visita a cidade de Buenos Aires, programei para conhecer San Isidro e Tigre. Fomos até estas duas cidade de metro e trem. São duas cidades pequenas que ficam a 23 km e 30 km distantes de Buenos Aires. Num outro post colocarei os detalhes sobre o que fazer nas duas cidadezinhas. Um erro que cometemos ao ir a estas cidades, não levamos as bikes, que podem ser transportadas no trem. As visitas teriam sido bem mais produtivas.

Camiñito: Quando voltamos de San Isidro e Tigre, era o início da tarde, então aproveitamos para ir até o bairro Camiñito que é de meus preferidos. Adoro suas casinhas coloridas, nelas funcionam lanchonetes, lojas, restaurantes e bares. Por todo lado há um show de tango. Este endereço levará você até o início do bairro, Magallaes, 885. Fomos até lá de ônibus, peguei o 152, próximo a estação de Trem Mitre/Retiro, na Avenida Del Libertador, 200. Para voltar peguei o mesmo ônibus, no ponto que tem do lado do Rio, praticamente em frente a Havana. Desci num ponto atrás da Casa Rosada.

La Bombonera: Andando pelas ruas de Camiñito, chegamos a La Bombonera, o estádio de futebol do Boca Juniors. É possível visitar o estádio com guia e traslado ida e volta a partir do centro de Buenos Aires, você pode comprar seu ingresso aqui. O estádio e o museu ficam abertos a visitas diariamente das 10h às 18h00. Fica na Brandsen, 805.

 

Camiñito - Cidade de Buenos Aires
Camiñito – Buenos Aires

 

4º dia de Roteiro

No último dia fizemos um passeio bem mais longo de bicicleta, passamos por vários pontos turísticos, mas que infelizmente, por ser segunda-feira estavam fechados. Estes pontos turísticos não têm ciclovia em todos os trechos. Desta forma é preciso muito cuidado, pois em alguns momentos você terá que trafegar por ruas junto com os carros. Mas fomos tranquilamente pelo lado direito das ruas, respeitando as sinalizações e os ônibus. Todos os pontos turísticos abaixo, encontrei colocando o nome deles no GPS, e escolhendo caminho para bicicletas.

Jardim Japonês: O jardim conta com vários pavilhões e espaços a serem visitados. Está aberto a visitação todos os dias das 10h00 às 18h00. O ingresso custa AR$ 150,00, não abre dia 31 de dezembro. Há alguns dias no mês que a entrada é gratuita, mas é preciso acessar o site do Jardim Japonês para verificar quais são os dias  de gratuidade no período que você pretende visitá-lo. Avenida Casares, 2966.

El Rosedal: Outro ponto que não abre às segundas. Mas do lado de fora já consegui ter uma amostra das belezas que existem dentro do parque. Mesmo não entrando no parque, há um gramado em volta do lago, que é aberto e é possível sentar em bancos e ficar apreciando o lugar. A entrada ao Rosedal é gratuita e é possível andar de bike pelos vários setores do parque. Abre todos os dias das 8h00 âs 18h00. É fechado às segundas.

 

El Rosedal - Cidade de Buenos Aires
El Rosedal – Buenos Aires

 

Museu Evita: Este museu conta a história de vida de Eva Peron, um ícone importantíssimo para a população argentina. Uma trajetória polêmica e muito ativa durante o governo de Peron. Morreu muito jovem, pouco mais de 30 anos, e levou milhares de pessoas a prestar-lhe a última homenagem. O museu fica aberto de terça a domingo, das 11 às 19h00, fechado às segundas e nos dias 01 de maio, 25 de dezembro e 1 de janeiro.  Endereço Lafinur, 2988, o valor da entrada é AR$ 95,00 com audioguia.

Jardim Botânico: O Jardim Botânico possui 7 hectares de extensão, sendo dois deles com plantas nativas de Buenos Aires. Durante o passeio você encontrará esculturas, construções em alvenaria e a estufa, toda em vidro. O lugar é maravilhoso, vale muito uma visita. Aberto de terça a sexta, das 8h00 às 17h45, sábados, domingos e feriados das 9h30 às 17h45, no horário de verão fecha as 18h45. Fechado às segundas-feiras. A entrada no Jardim Botânico é gratuita. Avenida Santa Fé, 3951.

Outlets: Depois de passarmos pelos locais acima, voltamos a San Telmo, devolvemos as bikes e pegamos um Uber para chegar até os outlets. Fomos visitar os outlets da Av. Córdoba, 4300 ao 5000, há várias lojas por lá, de moda, calçados, perfumaria, óticas e muito mais. Não consegui visitar muitas lojas, pois chegamos um pouco tarde e por ser véspera de ano novo, as lojas fecharam cedo.  Então, não sei dizer se vale ou não a pena comprar por lá. O tênis que comprei, achei que estava com bom preço. Mas antes de ir, é bom fazer um levantamento dos preços do que pretende comprar, e assim poder comparar.

 

Jardim Botânico
Jardim Botânico – Buenos Aires

 

Onde comer na Cidade de Buenos Aires

No geral comemos em lugares simples, não ficamos buscando grandes restaurantes. Isso porque nossos passeios acabavam demorando um pouco mais que o esperado, e almoçávamos em algum lugar perto de onde estávamos.

Mas os lugares que escolhemos foram boas opções, simples, mas com boa comida, bom atendimento e preço justo.

Restaurante London City: A comida muito bem preparada, servem carnes, massas, lanches e café da manhã. Este restaurante fica na Avenida de Mayo, 599. Tem um ambiente agradável, estilo café. A carne que pedi saiu por AR$ 450,00, valores referentes a dezembro de 2018.

La Junta de 1810: Este restaurante foi onde almoçamos no primeiro dia na cidade de Buenos Aires, foi neste dia que almoçamos às 16h00. Então, escolhemos um restaurante ao lado do Hotel onde nos hospedamos, é um lugar simples, e me pareceu ser onde os locais frequentam. Os garçons foram muito atenciosos, e se esforçaram para nos entender, já que no máximo falo um portunhol.  Este restaurante fica na Avenida de Mayo, 639.

Café Andorra: Este restaurante fica na região dos outlets, na Avenida Córdoba, 3921. O lugar é bem charmoso, com mesas e sofás. Servem bolos, massas, carnes, peixes e pizzas. A carne que pedi saiu por AR$ 300,00, valores referentes a dezembro de 2018.

Las Cañas: Um restaurante especializado em carnes, mas que também servem massas. Fomos jantar em quatro pessoas, pedimos uma porção de carne variada com salada e duas massas. Tomamos vinho, água e refrigerante, o valor total foi de AR$ 2431,00. Achei o preço justo pela qualidade dos pratos e do vinho. Ele fica na Montevidéo, 350.

Sorveteria Podio: Eu não poderia passar pela cidade de Buenos Aires sem tomar um sorvete pelo menos. E também não quis ir no tradicional Freddo, que já temos aqui no Brasil. Então preferi uma sorveteria que estivesse em nosso caminho. Andando pela Lavalle encontramos a Sorveteria Podio, que também é uma cafeteria, e entramos para conhecer. Foi uma grata surpresa, o sorvete era muito bom, recomendo.  O endereço é Lavalle, 922, uma travessa da Florida.

 

San Telmo - Turma da Mafalda - Foto tirada por Ricardo Catucci
San Telmo – Eu com a Turma da Mafalda – Foto tirada por Ricardo Catucci

 

Considerações Finais sobre a Cidade de Buenos Aires

  • A cidade de Buenos Aires é minha cidade do coração. Com certeza voltarei para conhecer mais lugares que não consegui na última visita;
  • Todos estes pontos turísticos da cidade, em minha opinião, são muito interessantes e valem uma visita;
  • Fiz estes passeios na maior parte de bicicleta, a cidade de Buenos Aires, é toda plana, o que facilita pedalar por ela;
  • Lembre-se sempre do protetor solar, leve água para hidratar-se e uma fruta para um lanchinho, pedalar dá bastante fome;
  • Alguns trechos que levam aos pontos turísticos citados aqui não têm ciclovia, então é necessário cuidado redobrado e não deve ser feito com crianças. Apesar de os motoristas respeitarem os ciclistas, há sempre riscos. Só faça isso se estiver habituado a andar de bicicleta, caso contrário faça somente os percursos pela ciclovia;
  • Use capacete;
  • Mesmo a cidade sendo plana, é necessário um certo preparo físico para fazer este roteiro de bicicleta;
  • O GPS indica onde estão as ciclovias, usando a opção de percurso de bicicleta;
  • Coloquei também os endereços dos locais, para você ter também a opção de fazer os passeios de carro.
Aluguel de Carros: a RentCars te ajudará, fazendo um comparativo das melhores locadoras em todo o mundo, mostrando o melhor custo benefício.

 

Fonte: Governo de Buenos Aires. Para montar este roteiro, busquei informações nos blogs da RBBV – Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem, foram eles, Viagens Cine do Fábio Pastorello e do Cleber Alcântara, Volto Logo do Murilo Pagani e no blog Despachadas da Mariana Rangel.

Espero que goste deste texto sobre a cidade de Buenos Aires, e que ajude você a programar sua viagem a Capital do Tango. Caso tenha alguma dúvida ou precise de ajuda em seu roteiro, escreva aqui embaixo nos comentários. Será um prazer responder. Gostou destas dicas? Então siga o blog no FacebookInstagram e Pinterest para saber mais novidades. Até o próximo post.

 

Seguir Alessandra Lima:

SEO e Redatora

Alessandra, é uma pessoa apaixonada por viagens. Formada em Comércio Exterior e escreve o blog Viagens de Cá pra Lá desde 2014. Adora ler e fazer fotos. Buscando sempre lugares inusitados para suas viagens, seu intuito é trazer informações mais completas possíveis para você, Leitor. Seja bem vindo ao blog Viagens de Cá pra Lá.

10 Responses

  1. Liany Garves Nogueira

    Eu amei a idéia de fazer o roteiro por Buenos Aires de bicicleta! Pra te falar a verdade não sabia que a cidade era tão tranquila assim pra se fazer o roteiro de bike, com ciclovias e tudo! Achei a idéia excelente!!

    • Alessandra Lima

      Oi Liany, sim a cidade tem várias ciclovias.
      Adorei passear por lá de bike, recomendo.
      Que bom que gostou do roteiro.
      Abraço,
      Alessandra.

  2. ROBERTA KELLY NOGUEIRA

    Mulher, seu artigo me fez perceber que minha viagem pra Buenos Aires foi feita mal e porcamente…hahaha…A desculpa boa é voltar… adorei seu roteiro! <3 Bjo, qjo

    • Alessandra Lima

      Olá Roberta, fico feliz que o texto tenha despertado em você a vontade de voltar a Buenos Aires.
      Esta é minha vontade sempre…rs
      Abraço,
      Alessandra.

  3. Luciana Torezan

    Estou me planejando para ir a Buenos Aires esse ano ainda e adorei seu roteiro de 4 dias pois é exatamente o período que terei para conhecer a cidade. Não vejo a hora de conhecer o Bairro Camiñito e saborear as deliciosas carnes argentinas. Parabéns pelo post e obrigada por compartilhar. Me ajudou muito.

    • Alessandra Lima

      Oi Luciana, fico feliz de ter ajudado e que tenha gostado do roteiro.
      Você vai adorar Buenos Aires, é linda demais.
      Abraço.
      Alessandra.

  4. Gabi Torrezani

    Nós também adoramos Buenos Aires e já fomos algumas vezes, sempre descobrimos coisas novas. Adorei seu roteiro! Nunca fizemos um passeio de bike pelas ciclovias, já quero voltar pra ticar esse item da lista!

    • Alessandra Lima

      Oi Gabi, Buenos Aires é demais.
      Também quero voltar para visitar os lugares que estavam fechados quando fui.
      Fico feliz que tenha gostado do roteiro.
      Abraço.
      Alessandra.

  5. Mariana Antunes

    Adoro Buenos Aires! Esse roteiro curto é ótimo para visitar a cidade pois pega os pontos mais interessantes! Obrigada pelas dicas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *