Monumentos Megalíticos em Portugal: o que são e o qual seu significado

postado em: Évora | 10

Os Monumentos Megalíticos, pelos comentários que tenho visto nas redes sociais, não são muito conhecidos em Portugal.

Mas, o que são os monumentos megalíticos e qual seu significado?

São grandes formações arquitetônicas, elaboradas com pedras de granito enormes, e extremamente pesadas.

Estão espalhados por varias regiões do mundo, principalmente na Europa, e foram construídos entre 1000 a 7000 anos atrás.

Leia também:

O que fazer em Évora.

Lisboa Card vale a pena comprar?

O que fazer em Tavira.

 

 

Roteiro de Viagem Personalizado

 

Local onde fica Anta Grande do Zambujeiro
Local onde fica Anta Grande do Zambujeiro

 

Tipos de Monumentos Megalíticos

Os Monumentos Megalíticos, como o Cromeleque dos Almendres (conjunto de Menires), de Évora, provavelmente foram construídos para rituais de fertilidade ou comemorações.

Há também os Menires, rochas cilíndricas, posicionadas solitariamente em pontos de referência ao Cromeleque, e que provavelmente eram as primeiras estátuas humanas já conhecidas.

As Antas, são câmaras funerárias, as pequenas para sepultamentos individuais, principalmente de pessoas influentes, e as grandes para sepultamentos coletivos. São formadas por rochas colocadas lado a lado, formando uma câmara, algumas com um corredor na entrada também feito em pedras.

Existem também os mamoas, que são montes feitos com terra e cobertos por pedras, ou feitos somente com pedras, que eram usados para cobrir túmulos.

 

Compre seu Seguro Viagem com 5% de desconto com o cupom DECAPRALA5

 

 

 

 

 

 

 

Anta Grande do Zambujeiro - Monumentos Megalíticos
Anta Grande do Zambujeiro – Évora

 

Monumentos Megalíticos no Mundo

O monumento Megalítico mais conhecido em todo o mundo, sem dúvida nenhuma é o Stonehenge, na Inglaterra. Suas primeiras construções datam de ao menos 5.000 anos.

Na Bolívia, também encontramos este tipo de monumento, o Puma Punku é o mais expressivo deles, construído com blocos de arenito de até 130 toneladas e cobre. Este Monumento Megalítico, está localizado no sítio arqueológico de Tiauanaco, próximo ao Lago Titicaca.

Göbekli Tepe localizado no alto de uma colina em Anatólia, na Turquia, provavelmente utilizado para realização de rituais funerários, este é ainda mais antigos, 9.600 anos.

Estes são alguns dos Monumentos Megalíticos existentes pelo mundo.

Monumentos Megalíticos no Brasil

Por incrível que possa parecer, o Brasil também possui Monumentos Megalíticos, não tão antigos, quanto os monumentos de Portugal, mas eles existem. Os monumentos brasileiros têm por volta de 1000 anos.

Eles estão localizados no Amapá, na cidade de Calçoene, no sítio arqueológico do Rego Grande, que fica a 460 km de Macapá.

Este monumento foi descoberto na década de 1920, por pesquisadores alemães e depois da descoberta, foram esquecidos.

Somente em 2005, pesquisadores do sul do Brasil, redescobriram o monumento. Seus blocos de granito, possuem altura de 2,5 metros e pesam 4 toneladas.

Além deste monumento megalítico, existem outros três em outros sítios arqueológicos da região, mas o mais conhecido é o de Rego Grande.

Os blocos de arenito, estão posicionados em direção ao sol, no dia do solstício de inverno. Uma característica comum entre os vários megalíticos, é que podem ter sido utilizados para observações astronômicas.

Agora, tenho mais vontade ainda de conhecer a região norte do país, e poder visitar estes sítios arqueológicos.

Passagens Aéreas: E se precisar de passagem aérea para sua visita a cidade, utilize esta plataforma, Passagenspromo, que lhe mostrará várias opções de companhias, com os melhores preços.

 

Anta Grande do Zambujeiro - Évora
Anta Grande do Zambujeiro – Évora

 

Monumentos Megalíticos em Portugal

Em Portugal há inúmeros Monumentos Megalíticos espalhados por várias regiões do país.

Na região do Minho, norte do país, estes monumentos estão tanto na região litoral, quanto em áreas de maiores altitudes.

São encontrados em várias cidades, como Afife, São Romão de Neiva, Viana do Castelo, entre outras.

Mas, a maior concentração de monumentos megalíticos encontra-se na região do Alentejo, mais ao sul de Portugal.

No Alentejo, mais especificamente em Évora, são conhecidos atualmente, mais de uma dezena de recintos megalíticos e quase uma centena de Menires isolados ou em pequenos grupos. Além disso, há ainda em torno de 800 antas, e 450 povoados megalíticos.

Esta concentração, se dá, provavelmente pela posição privilegiada da região, próximas as redes viárias primitivas, assim como ao encontro dos rios Tejo, Sado e Guadiana.

 

Trilha para Anta Grande do Zambujeiro - Évora
Trilha para Anta Grande do Zambujeiro – Évora

 

Monumentos que visitei no Alentejo

Minha estada em Évora foi de apenas 3 dias, então não consegui conhecer muitos monumentos, mas visitei ao menos os mais conhecidos.

Eles ficam próximos às freguesias de Guadalupe e Valverde, em Évora.

Cromeleque dos Almendres: O Cromeleque é a maior formação dos monumentos megalíticos, ela é formada por vários menires normalmente colocados em círculo. Este monumento foi descoberto em 1964 e foram construídos há ao menos 7.000 anos.

No recinto, onde encontra-se este monumento, há um Centro de Informações com boa estrutura para atender aos visitantes com banheiros, lanchonete, área para pique nique e uma loja temática.

Anta Grande do Zambujeiro: A Anta é um recinto funerário coletivo, formada por grandes blocos de granito, colocados lado a lado, com um tampo, como se fosse um teto, que hoje está ao lado da formação.

À frente da entrada da Anta, há normalmente um corredor, também feito com blocos de granito.

Este monumento funerário é tido como o mais alto do mundo, com cerca de 6 metros de altura. Sua construção foi feita a menos de 6.000 anos.

Menir: São Pedras solitárias, este do Monte dos Almendres, aparentemente foi colocado em uma posição articulada com o Cromeleque dos Almendres. Sua posição está relacionada a posição do nascer do sol no dia do Solstício de verão.

Ele tem a forma alongada e oval, e em seu topo há uma estampa em baixo relevo. Provavelmente foi a primeira manifestação de uma estátua humana.

 

Menir - Monumentos Megalíticos - Évora
Menir – Évora

 

Como chegar aos monumentos do Alentejo

Quando visitei os monumentos megalíticos no Alentejo, fui até eles de carro. Fiz uma pesquisa nos sites dos órgãos oficiais e não encontrei informações sobre transportes que levem até os monumentos.

Portanto, creio que a única forma de chegar até eles seja de carro, ou alugado, ou um taxi ou uber.

O acesso aos monumentos é feito parte por estradas asfaltadas, e parte por estradas de chão batido. Mas, as estradas tem ótima conservação.

Quando fiz a visita, havia chovido no dia anterior, e ainda assim as estradas estavam boas.

O acesso a Anta Grande, é feito de carro até chegar a entrada do recinto que também é o fim da estrada, numa grande árvore de cortiça, e onde há uma pequena ponte do lado direito que só é possível passar a pé.

Então, basta seguir a trilha, e você chegará ao monumento. É uma caminhada tranquila, de mais ou menos de 300 metros.

Coloquei Anta Grande do Zambujeiro no GPS e cheguei facilmente.

 

Cromeleque dos Almendres - Évora - Monumentos Megalíticos
Cromeleque dos Almendres – Évora

 

O Menir e o Cromeleque dos Almendres, ficam próximos um ao outro. Também coloquei no GPS o nome do monumento foi tranquilo de achar.

Para encontrar o menir, é necessário atenção a estrada, pois ele fica a caminho do cromeleque e há uma placa do lado esquerdo da estrada indicando onde ele fica.

O acesso ao menir também é feito por uma trilha, esta mais estreita, mas também é uma caminhada tranquila de  200 metros.

Chegando ao Cromeleque dos Almendres, você encontrará um estacionamento, e a partir daí é uma caminhada de 200 metros até o monumento.

Os acessos são fáceis, não exigem grandes esforços e o trajeto é praticamente plano. A entrada a todos os monumentos é gratuita.

Aluguel de Carros: a RentCars te ajudará, fazendo um comparativo das melhores locadoras em todo o mundo, mostrando o melhor custo benefício.

 

Cromeleque dos Almendres - Évora
Cromeleque dos Almendres – Évora

 

Seguro Viagem

Um ponto importante em que se deve pensar na programação de sua viagem, é com a segurança e saúde de todos.

Desta forma, é aconselhável contratar um Seguro Viagem Internacional. Pois, não temos como prever se teremos algum imprevisto de saúde na viagem.

Então, é melhor prevenir, que arcar com um custo elevado por causa de algum problema de saúde durante. Normalmente os hospitais e consultas médicas fora do Brasil são caríssimos.

Conheço casos de amigos que tiveram custos em torno de 25.000,00 Euros com despesas médicas, por não terem um seguro.

Portanto, investir menos de R$ 200,00 para evitar problemas, é bastante razoável. Sem contar, que o seguro viagem internacional tem várias outras coberturas além da parte médica.

Os contratos preveem despesas com cancelamento e atraso de voos, extravio de bagagem, traslado e viagem de familiar para apoio, entre outros imprevistos.

Outra dica importante: sempre deixe copias de seu contrato de seguro viagem com algum familiar no Brasil. Deixe em destaque os números de contato, caso seja necessário acionar o seguro, em ambas as copias.

Tenha também, seus contratos salvos no celular, em um e-mail que você consiga acessar facilmente. Leve estes documentos, e os comprovantes de hospedagem, passagem de retorno, também impressos. Inclusive durante a viagem, em sua bagagem de mão, caso seja solicitado na imigração.

Para contratar um seguro viagem, você pode utilizar a plataforma da SegurosPromo, um parceiro do Viagens de Cá pra Lá.

Uma plataforma totalmente segura, onde você encontrará um comparativo de várias seguradoras, com os melhores custos benefícios.

E com o cupom DECAPRALA5, você consegue um desconto de 5% em qualquer plano. Além disso, pagando em boleto, terá mais 5%. E aproveite sua viagem, com toda segurança e conforto.

 

 

 

 

Cromeleque dos Almendres - Évora - Monumentos Megalíticos
Cromeleque dos Almendres – Évora

 

Chip Internacional

Viajar para fora do país, sempre causa alguns problemas quando o assunto é conexão com a internet.

Todos gostamos de ficar conectados com nossas famílias e amigos. Além disso, ter a possibilidade de postar as fotos dos destinos nas redes sociais, também é um desejo.

Sem contar, que estando conectado o tempo todo em sua viagem, você poderá consultar seu roteiro personalizado, seguir rotas em mapas e pesquisar mais informações sobre o seu destino.

Mas, usar o roaming do celular vai gerar um custo alto, ou depender da internet wifi dos hotéis e restaurantes nem sempre resolve a situação.

Uma sugestão, é levar o chip internacional aqui do Brasil, e já chegar conectada no destino. Eu sempre compro um chip de celular aqui e levo comigo.

É super prático, basta desligar o celular durante o voo e trocar os chips. Quando ligar novamente o aparelho, ele já estará conectado.

Lembrando que, mesmo que seu aparelho seja de duplo chip, retire o chip de sua operadora.

Então, basta ligar novamente o aparelho, acionar o sistema de roaming, para que, ele passe a funcionar normalmente.

Além disso, seu whats app permanecerá com seu número de telefone do brasil, sendo assim, você poderá continuar utilizando seus contatos.

 

Anta Grande do Zambujeiro - Monumentos Megalíticos
Anta Grande do Zambujeiro – Évora

 

Conclusão

Eu gosto muito de conhecer a cultura e a história que envolve o destino que estou visitando, então, estar nestes recintos históricos com mais de 7.000 anos, foi realmente emocionante.

Fiquei imaginando quem teriam sido as pessoas que utilizaram aqueles lugares para seus cultos, quais as crenças e valores carregavam.

É muito bom poder visitar lugares como este, e empolgante saber que algo tão precioso está preservado.

Por isso a importância de termos responsabilidade e respeito a visitar lugares com tanta história.

Temos que visitar, tirar apenas fotos e deixar estes lugares da forma como encontramos, causando menor e melhor impacto possível ao lugar.

Fontes históricas: Fapesp, Patrimônio Cultural de Portugal, Câmara Municipal de Évora e Unesco.

Espero que este texto ajude você em sua viagem, e que os Monumentos Megalíticos de Évora, passem a fazer parte de seu roteiro. Se precisar de ajuda para desenhar sua viagem, entre em contato. Ficou com alguma dúvida, ou conhece mais algum monumento como este em outro lugar, comente aqui embaixo. Será um prazer responder. Gostou destas dicas? Então, siga o blog no Facebook, Instagram e Pinterest para saber mais novidades. Até o próximo post.

10 Responses

  1. Marcia Picorallo

    Oi, Alessandra, que interessante isso! Eu já tinha lido a respeito, mas estes monumentos megalíticos em Portugal são bem pouco divulgados. Boa tua ideia de compartilhar aqui!

    • Alessandra Lima

      Oi Marcia, tudo bem?
      Realmente os monumentos de Portugal não são muito conhecidos, mesmo por quem mora no país.
      Que bom que gostou da informação.
      Obrigada por comentar.
      Abraço,
      Alessandra.

  2. Marcela

    Que interessante esses monumentos megalíticos! Acho que os mais famosos são na Inglaterra né. Legal saber que tem em Portugal e até no Brasil para visitar

    • Alessandra Lima

      Oi Marcela, tudo bem?
      Que bom que gostou do texto, realmente o mais famoso é o da Inglaterra.
      Também gostei de saber que há monumentos no Brasil.
      Mais uma opção para viagens futuras.
      Obrigada por comentar.
      Abraço,
      Alessandra.

    • Alessandra Lima

      Oi Adriana, tudo bem?
      Eu também não conhecia aqui no Brasil, soube dele quando pesquisei para fazer este texto.
      Fiquei bem interessada em conhecer, agora só esperar a pandemia passar e quero ir até lá.
      Obrigada por comentar.
      Abraço,
      Alessandra.

  3. Fernanda Scafi

    Estive em Évora uns 20 anos atrás, mas não conhecia esses monumentos megalíticos de Portugal! Já visitei Stonehenge e tb outros monumentos do tipo no sul da Espanha e ainda quero muito conhecer o Puma Punku na Bolívia. Não sabia que tínhamos algo parecido aqui no Brasil – pena que bastante longe de SP.

    • Alessandra Lima

      Oi Fernanda, tudo bem?
      Eu também não sabia antes de pesquisar para fazer o texto.
      Fiquei bem interessada em conhecer.
      Os monumentos de Évora são muito interessantes.
      Obrigada por comentar.
      Abraço,
      Alessandra.

  4. Analuiza Carvalho

    Eu gosto muito de estar perto desses monumentos megalíticos. Eles causam algum tipo de fascínio em mim, que não sei explicar muito bem. Eu visitei Évora, mas não conseguimos visitar os monumentos de lá porque rodamos por Portugal de trem e uma vez em Évora, não quisemos alugar carro. Quem sabe num outro momento?! Seja como for, já que não vi ao vivo, fiz uma deliciosa viagem lendo esse texto. 🙂

    • Alessandra Lima

      Olá Analuiza, tudo bem?
      Concordo com você, eu também fiquei fascinada pelos monumentos megalíticos de Evora.
      Realmente para visitá-los é necessário estar de carro. A visita é emocionante.
      Obrigada por comentar.
      Abraço,
      Alessandra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *