Paraty dicas sobre o que fazer na cidade histórica

postado em: Brasil | 0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Pin It Share 0 LinkedIn 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×

Sobre Paraty

Paraty é uma cidade histórica, e foi muito importante para a exportação do ouro no período colonial brasileiro. A estrada do ouro inicia-se ali e vai até Minas Gerais. É possível ver o marco da estrada Real do caminho do ouro na entrada da cidade.

Marco da Estrada Real - Caminho do OuroMarco da Estrada Real - Caminho do Ouro
Marco da Estrada Real – Caminho do Ouro Marco da Estrada Real – Caminho do Ouro

 

A cidade preserva até hoje suas construções em estilo colonial. Seu nome vem do idioma tupi e significa “rio do parati (tipo de peixe)”. Os índios chamaram o local assim devido ao grande número deste peixe na região.

Paraty - Vista de alto Mar
Paraty – Vista de alto Mar

O que fazer em Paraty

Paraty é pequena, e o agito concentra-se no centro histórico. Por lá você encontrará muitos restaurantes, lojas de artes e artesanatos e edifícios históricos.

Perder-se pelas ruas da cidade é a melhor forma de conhece-la.

Galeria Colibri  – na rua principal do centro histórico, Rua da Lapa. É a continuação da rua de entrada na cidade, há uma pequena galeria. A galeria atravessa para a rua paralela e lá existem várias lojas de roupas, artesanatos e doces, com bons preços.

Casa da Cultura – onde existem algumas exposições de arte, fotografia e história sobre a cidade. A entrada é gratuita. Fica localizada na rua Rua Dr. Samuel Costa esquina com a Rua Dona Geralda.

Teatro de Bonecos – um espetáculo tradicional e muito interessante da cidade, feito com fantoches. O teatro fica no final da Rua Dona Geralda, rua em frente a Casa da Cultura. Os ingressos custam R$ 50,00 e os espetáculos ocorrem todas as quartas, sextas e sábados. Sugiro comprar os ingressos antecipadamente.

Eu na Casa da Cultura em Paraty
Eu na Casa da Cultura em Paraty

 

Armazém da Cachaça e Museu da Cachaça – há duas lojas do Armazém da Cachaça na cidade. Uma fica na Rua da Lapa, esquina com a Rua do Comércio. A outra fica a dois quarteirões da primeira loja. À direita na Rua Dr. Samuel da Costa, que é onde fica o Museu da Cachaça. O museu está fechado para visitação por tempo indeterminado, uma pena. Nestas lojas você encontra uma variedade enorme de cachaças, licores e doces. Os licores e cachaças podem ser degustados. O licor de milho verde é delicioso.

Igreja Matriz de Paraty – Igreja Matriz Nossa Senhora dos Remédios. Construída em 1873 em estilo neoclássico, é maravilhosa. Fica na continuação da Rua do Comércio. Aberta para visita de segunda a sexta das 09h00 às 12h00 e das 13h00 às 17h30 e aos sábados das 08h30 às 12h00 e das 13h00 às 16h00 (entrada R$ 2,00).

Igreja Matriz Nossa Sra. dos Remédios - Paraty

Igreja Matriz Nossa Sra. dos Remédios – ParatyIgreja Matriz Nossa Sra. do Rosário – Paraty

 

Igreja de Santa Rita – construída em 1722, em estilo barroco em pedra cal. Simples mas encantadora, fica próxima ao cais.

Museu de Artes Sacras – funciona na Igreja de Santa Rita. O museu funciona de terça-feira a domingo das 9h00 às 12h00 e das 14h00 às 17h00, o valor da entrada é de R$ 4,00 e gratuita as terças.

Igreja de Santa Rita
Igreja de Santa Rita

Igreja Nossa Senhora das Dores – construída em 1800, foi reformada pela Irmandade de Nossa Senhora das Dores, em 1901. Fica na beira do Mar, é muito linda. Aberta sábados, domingos e feriados das 13h30 às 18h00.

Igreja Nossa Senhora das Dores – Paraty
Igreja Nossa Senhora das Dores – Paraty

Igreja Nossa Senhora do Rosário e São Benedito – igreja simples, destinada aos escravos. Levou 32 anos para ser construída, de 1725 a 1757. Aberta a visitação de quarta-feira a sexta-feira, das 9h00 às 12h00 e das 13h00 às 17h00.

Parque de Aventuras – parque onde se pode fazer arvorismo, tirolesa entre outras atividades ao ar libre. O parque fica a 1 km da entrada da cidade, sentido Rio de Janeiro.

Quilombo do Campinho da Independência – fica a 13 km de Paraty, no quilômetro 589 em direção a Ubatuba. É uma comunidade quilombola. Onde é possível fazer trilhas até a cachoeira Toca do Boi e fazer visita à casa dos moradores mais antigos. Lá se pode encontrar lojas com artesanato local e um restaurante. Não tive sorte, deixei para visitar o lugar no dia 31/12, e estava tudo fechado. Mas vale a visita.

Quilombo do Campinho da Independência - Paraty
Quilombo do Campinho da Independência – Paraty

Onde comer em Paraty

Existem muitos restaurantes bons em Paraty, com uma grande variação de preços. No centro histórico ficam os restaurantes com valores mais elevados.

Abaixo dicas dos restaurantes que experimentei, e que são ótimos.

Restaurante Sabor da Terra – restaurante self service por quilo. Comida saborosa e com bom preço, R$ 45,00 o quilo. Fica na avenida principal da cidade, Av. Roberto Silveira, 180. Bem pertinho do centro histórico.

Restaurante Neto – os pratos servem bem duas pessoas. Os valores variam entre R$ 65,00 e R$ 150,00. A comida é maravilhosa. Fica na Rua da Lapa, em frente ao banco Itaú. O restaurante é bem pequeno, chegue cedo.

Bar e Restaurante Paraty 33 – um dos mais badalados e famosos de Paraty. Também fica na Rua da Lapa, em frente ao Restaurante Neto. Comida excelente, com pratos individuais a partir de R$ 35,00. Experimente o Espaguete ao Limone com peixe grelhado, maravilhoso.

Pizzaria Manjerona – deliciosas pizzas, com valor a partir de R$ 50,00. A cobrança da pizza  meio a meio é feita somando-se 50% do valor de cada pizza, e não o valor da mais cara, legal né??? Uma pizza e dois sucos saiu por R$ 65,00. Achei um preço justo.

Sorveteria Pistache Premium Gelatto – esta sorveteria tem um sorvete maravilhoso. É self service por quilo, três bolas de sorvete com uma cobertura saiu R$ 10,00. Não perca, a sorveteria fica na Rua do Comércio, 305, em frente a Central de informações Turísticas.

Pousada em Paraty

Passei o reveillon em Paraty. Então os valores não estavam muito convidativos, mas encontrei uma pousada que ficava do lado do centro histórico, com um preço razoável. Os quartos são pequenos, alguns com ar condicionado, outros somente com ventilador. Um grande problema para enfrentar o calorão de Paraty, faz 42º brincando no verão. A pousada chama-se Marques. O lugar é simples, mas os quartos são limpos e o café da manhã é muito bom. Tem vagas para carros, mas é necessário deixar a chave na recepção, pois são vagas prezas. Neste link você poderá reservar hotéis ou pousadas, eu recebo uma comissão, mas você não paga nada mais por isso.

O que fazer no Reveillon em Paraty

Bem o Reveillon em Paraty é bem animado. Tem queima de fogos na Praia do Pontal, que fica do lado do centro histórico, com shows de bandas. Jantamos no Restaurante Neto. Também havia opção de restaurantes oferecendo cardápio com pratos típicos de ceia de Ano Novo. No Sabores da Terra o valor era de R$ 95,00 o quilo. Todos os outros restaurantes que citei acima estavam abertos. 

Nestes outros textos, conto como foi passar o Ano Novo em outros lugares, como Bologna, Itália,  Ilhabela, São Paulo e São Bento do Sapucaí, São Paulo, vem dar uma olhada.

Informação importante sobre Paraty

As duas ruas próximas ao cais da cidade, que ficam próximas ao mar, são inundadas periodicamente na alta da maré. Portante evite estacionar seu carro nesta região. A água do mar sobe mais de 30 centímetros. Não cheguei a ver este fenômeno quando estive na cidade, mas encontrei esta informação no site de informações turísticas de Paraty. Inclusive por não ter encontrado esta informação quando pesquisei sobre a cidade, corri o risco de ter o carro transformado em barco…rs. Já que estacionamos o carro justamente neste local para fazermos o passeio de escuna.

Pelas ruas de Paraty
Pelas ruas de Paraty

 

No site não especificam quando o fenômeno ocorre, então é melhor evitar este local com carro. Mais especificamente Rua Dr. Pereira e Santa Rita e a rua a beira mar.

A cidade tem também uma grande incidência de chuvas. Na semana que estive em Paraty, tive sorte, pois choveu somente na noite do último dia de estada. Dica importante: se o tempo estiver ruim e chovendo muito, não se arrisque a sair para o centro histórico. As ruas alagam e é impossível se locomover sem ter que entrar na água do alagamento. Então espere parar de chover e firmar o tempo.

Digo isso de experiência própria (experiência não muito agradável). Sai num dia que estava chovendo muito. A chuva diminuiu e achei  que dava para dar uma volta. Fui jantar, e quando saí do restaurante a chuva estava muito forte. No meio do caminho encontrei o alagamento. Tive que andar um pedaço do caminho com água até os tornozelos…rs.

Apesar destes detalhes vale a pena a visita a cidade. Já havia ido até lá duas vezes, mas somente de passagem,.Desta vez tive tempo de conhecer melhor Paraty.

Se tiver condições vá entre setembro e agosto, época em que o calor não é tão intenso. O transito também no retorno será menor. Voltei para São Paulo no segundo dia do ano, e amarguei um trânsito de 16 horas, 12 delas entre Paraty e Caraguatatuba…mas valeu.

Igreja Nossa Sra. das Dores - Vista de alto Mar
Igreja Nossa Sra. das Dores – Vista de alto Mar

 

Quando montei meu roteiro para Paraty encontrei informações sobre a cidade no site Férias Brasil e Paraty Turismo e Ecologia.

Bom espero que estas dicas sobre Paraty ajudem você a aproveitar ao máximo a cidade. Se tiver alguma outra dica sobre a cidade, ou alguma história para contar, deixe seu recado escreva aqui em baixo. No próximo post vou falar sobre outras atividades em Paraty.

Fontes

Site da cidade histórica: Sobre Paraty, Igrejas e a Maré.

 

Booking.com

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Pin It Share 0 LinkedIn 0 Google+ 0 Filament.io 0 Flares ×
Seguir Alessandra Lima:

SEO e Redatora

Sou Alessandra, uma pessoa apaixonada por viagens. Sou formada em Comércio Exterior e escrevo o blog De Cá Pra Lá desde 2014. Adoro ler e tirar fotos, principalmente das paisagens dos novos lugares que conheço. Seja bem vindo ao blog De Cá Pra Lá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *