Turismo em Minas Gerais: roteiro imperdível por Ouro Preto

postado em: Brasil, Minas Gerais, Ouro Preto | 2

Minha viagem de turismo em Minas Gerais, que passou por várias cidades Históricas, não poderia deixar de fora a cidade de Ouro Preto. Se há um lugar que conta a história do Brasil e do estado de Minas, este lugar é Ouro Preto.

Tem muita história por lá e história importante, pois foi o berço da Inconfidência Mineira. Uma cidade fundada em 1698, por um bandeirante, um padre e um coronel, Antonio dias de Oliveira, Padre João de Faria Fialho e Thomás Lopes de Carvalho. Tudo iniciou-se no arraial do Padre Faria, com a junção dos outros dois arraiais.

Você pode gostar de ler também Caminhos de Pedra e o que fazer em Bento Gonçalves.

 

Ruas de Ouro Preto
Ruas de Ouro Preto

 

Transformou-se em vila em 1711, com nome de Vila Rica, e em 1720 passou a capital de Minas Gerais. Em 1823 o título de capital foi oficialmente dado a Vila Rica por D. Pedro I e passou então a chamar-se Ouro Preto. Este nome foi dado a cidade, pois o ouro encontrado em suas minas era recoberto por uma camada de minério ferroso preto, daí o nome Ouro Preto. Foi capital de Minas Gerais até 1897. Neste texto sobre os Pontos Turísticos de Belo Horizonte, tem um pouco da história da mudança da capital.

Tombada pelo IPHAN como Patrimônio Nacional em 1933, e em 1980 foi declarada como Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO. Isso deve-se pela preservação de grande parte da estrutura arquitetônica da época de seu nascimento. Poderia estar melhor conservada, mas de toda forma é linda e é uma emoção poder estar em um lugar com tanta história.

 

Ruas de Ouro Preto - Turismo em Minas Gerais
Ruas de Ouro Preto

 

Turismo em Minas Gerais – Cidade de Ouro Preto

Igreja de Santa Efigênia

Também conhecida como Rosário do Alto da Cruz, está localizada em um dos morros da cidade de Ouro Preto. Foi construída por escravos, segundo a lenda de Chico Rei, e ornada com ouro roubado das minas onde trabalhavam. Rua Santa Efigênia, s/n, Alto da Cruz. Visitas de terça-feira a domingo, das 8h30 às 16h30.

Conheci esta história, quando visitei a mina do Chico Rei. O rapaz que foi o guia pela mina, mostrou alguns túneis mais estreitos, onde somente os escravos entravam. E era por estes túneis que eles levavam o ouro roubado até a igreja. 

Igreja São Francisco de Paula

Fica fora do centro histórico, na parte alta da cidade. Não é aberta a visitação. Rua Teixeira Amaral, s/n, atrás da rodoviária. Segundo locais esta igreja não é aberta ao público por pertencer ao conjunto de outras igrejas que já são abertas a visita.

Foi esta a primeira arquitetura incrível que conheci nesta cidade emocionante. Em minha primeira caminhada pela cidade foi por onde comecei a me emocionar com a história desta cidade.

Igreja de São José

Localizada logo abaixo da Igreja São Francisco de Paula, também não é aberta a visitação. Rua Teixeira do Amaral, s/n. Como tradição em várias igrejas mineiras, esta possui um cemitério em seu terreno, na lateral da igreja.

E não é somente em Minas que existem cemitérios junto a igrejas, no Rio Grande do Sul, há muitos cemitérios junto a capelas em bairros mais afastados.

Igreja Nossa Senhora do Rosário

Achei esta igreja lindíssima por fora, pena que também está mal conservada. Construída entre os anos de 1762 e 1798, nesta igreja não há obras de Aleijadinho. Não estava aberta para visitas quando passei por ela.

Ela fica na rua diagonal da Igreja São Francisco de Paula, Largo do Rosário, s/n. Visitas de terça-feira a domingo das 13h30 às 16h45. Há muitas polêmicas sobre a construção desta igreja, como falta de registros contábeis.

Quando você visitar Ouro Preto, não deixe de vir aqui e me contar como é esta igreja por dentro, e quando eu voltar até lá farei questão de conhecê-la e contar como ela é por dentro.

Igreja Nossa Senhora do Carmo

Localizada ao lado do Museu da Inconfidência, num planalto na Praça Tiradentes. Construída em 1766, em estilo Rococó, com azulejos portugueses, foi desenhada pelo pai de Aleijadinho Manuel Francisco Lisboa. Altares e decorações foram obras de Manuel da Costa Ataíde e Aleijadinho. Visitas de terça-feira a domingo, das 9h00 às 11h00 e das 13h00 às 16h45. Entrada R$ 3,00.

 

Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição - Turismo em Minas Gerais
Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição

 

Igeja São Francisco de Assis

Sua construção foi iniciada em 1766 a obra completa só foi finalizada em 1890. Seu desenho, ornamentação com esculturas e pinturas foram realizadas por Aleijadinho e Athaíde. Visitas de terça-feira a domingo, das 8h30 às 12h00 e das 13h30 às 17h00.

Igreja Nossa Senhora das Mercês e Perdões

Construída inicialmente em 1742, inicialmente foi a Capela de Bom Jesus dos Perdões, depois uniu-se a Igreja Nossa Senhora das Mercês, por isso o nome atual. Também possui obras de Aleijadinho, e nos fundos há um museu com exposições temporárias. Visitas de terça-feira a domingo, das 8h30 às 12h00 e das 13h30 às 17h00.

Igreja Nossa Senhora da Conceição

Localizada na parte baixa da cidade, próxima ao largo Marília de Dirceu. Em setembro estava fechada para restauro.  Praça Antonio Dias, s/n. Nesta igreja é onde encontra-se o maior acervo de obras de Aleijadinho, em seu museu.

Capela Padre Faria

Um dos fundadores de Ouro Preto construída em estilo barroco e com um cruzeiro de três braços, que corresponde a cruz pontifical. Fica na Rua Nossa Senhora do Parto, s/n, visitas de terça-feira a domingo das 8h30 às 16h30.

 

Igreja São Francisco de Assis
Igreja São Francisco de Assis

 

Museus em Ouro Preto – Pontos Turísticos de Minas Gerais

Casa dos Contos

Casa dos contos é uma construção de 1782, inicialmente serviu como central administrativa de arrecadação real. Depois, por volta de 1789 serviu de prisão para alguns dos  inconfidentes. Hoje transformado em museu, e conta a história econômico-fiscal do Ciclo do Ouro, além de exposições temporárias. Sem contar o banho de história que existe naquela arquitetura. Não deixem de conhecer, a entrada é gratuita e está aberto a visitação de terça-feira a sábado, das 10h00 às 17h00, domingo e feriados das 10h00 às 15h00. A entrada é gratuita.

Nesta visita foi possível conhecer a senzala onde os escravos dormiam. Foi uma emoção bastante forte, senti de certa forma a dor que aquelas pessoas sentiam, passando por tantas humilhações e necessidades. Um lugar úmido e frio, totalmente insalubre. Uma realidade triste de nosso passado.

Museu de Artes Sacras

Este museu eu não conheci, fica no subsolo da Igreja Nossa Senhora do Pilar, na Praça Monsenhor João Castilho Barbosa, s/n. Visitas de terça-feira a domingo das 9h00 às 10h45 e das 12h00 às 16h45.

Museu do Oratório

O Museu do Oratório fica ao lado da Igreja Nossa Senhora do Carmo. Há peças de oratório lindíssimas, em vários formatos. Inclusive oratórios portáteis, em colares. Mostrando um pouco da história da fé através dos séculos. O ingresso custa R$ 5,00, aberto diariamente das 9h30 às 17h30.

Museu Aleijadinho

Localizado na Igreja Nossa Senhora da Conceição, está passando por restauro, então não consegui visita-lo. Fica na Rua Bernardo Vasconcelos, s/n,  próximo ao Largo Marília de Dirceu.

Na Praça Tiradentes, do lado esquerdo, há o Centro de Atendimento ao Turista, quando estiver por lá peça informações se o museu já está aberto a visitação.

 

Museu da Inconfidência
Museu da Inconfidência

 

Museu de Ciência e Técnica

Localizado no antigo Palácio dos Governadores, construção de 1741. Em 1879 passou a ser usado pela Escola de Mineralogia e Geologia, criada por D. Pedro I.  O museu conta com vários setores a serem visitados, como Mineração, Mineralogia e História Natural. Com exposição de fósseis e esqueletos de várias espécies de animais.

Há também um grande número de minérios encontrados no mundo todo. As visitas ocorrem de terça-feira a domingo, das 12h00 às 17h00. O ingresso custa R$ 10,00 e dá direito a visitar o Museu da Inconfidência.

Museu da Inconfidência

Construído entre os anos de 1785 e 1855, inicialmente para ser cede da Casa de Câmara e Cadeia pública.  Com estilo renascentista, está localizada na Praça Tiradentes. Depois de alguns anos, passou a ser utilizada somente como prisão. Em 1938 foi transformada em Museu da Inconfidência, onde um dos salões abriga as relíquias de alguns dos inconfidentes. Visitas de terça-feira a domingo, das 10h00 às 18h00, valor do ingresso R$ 10,00. Caso visite o Museu de Ciência e Técnica primeiro, o ingresso é gratuito.

Museu das Reduções

Em minhas pesquisas para o roteiro de Ouro Preto, encontrei indicações sobre este museu. Mas busquei informações sobre ele na Central de Atendimento ao Turista de Ouro Preto, e soube que foi fechado. Ele tinha peças como as encontradas no Mini Mundo em Gramado, leia mais em O que fazer em Gramado.

 

Museu de Ciencia e Tecnica - Turismo em Minas Gerais
Museu de Ciencia e Tecnica

 

Outros pontos a visitar em Ouro Preto

Museu Casa dos Inconfidentes

Este foi o ponto turístico mais interessante de Ouro Preto, em minha opinião. O local abriga muita história, seu acervo não é exatamente o que foi utilizado pelos inconfidentes. Mas o atendente do museu, com seu enorme conhecimento sobre a cidade e a inconfidência faz toda a diferença.

Ele conta com tanta realidade a história ocorrida que você sente como se fizesse parte daquela época. Além do acervo há oficinas que acontecem durante o ano no local.

A entrada é gratuita, você faz uma contribuição espontânea, caso queira. Localizado na Rua Engenheiro Correa, s/nº, Vila Aparecida, visitas de segunda-feira a sábado, das 10h00 às 19h00.

Casa da Ópera – Teatro Municipal

Uma construção de 1770, é o teatro mais antigo da América Latina ainda em funcionamento, e o primeiro teatro brasileiro. Localizado na Rua Brigadeiro Musqueira, s/n, fica na rua abaixo da Igreja Nossa Senhora do Carmo, descendo suas escadarias, do lado direito. Aberto para visitas de segunda-feira a sexta-feira, das 12h00 às 17h00, o valor da entrada é de R$ 4,00.

Tudo está preservado como no início de seu funcionamento. Suas cadeiras, almofadas, cortinas, o palco e seus bastidores. Quase tudo impecável, este é um ponto de turismo em Minas Gerais, importantíssimo para nossa história.

 

Casa da Opera - Teatro Municipal
Casa da Opera – Teatro Municipal

 

Feira de Artesanato Largo de Coimbra

Localizada em frente a Igreja São Francisco de Assis. Por lá você encontra artesanatos elaborados em pedra sabão, colares, anéis e muitos outros artesanatos como camisetas e filtros dos sonhos. Vale uma passadinha para comprar uma lembrancinha. 

Mina Do Chico Rei

Esta é uma das minas que podem ser visitadas na cidade de Ouro Preto e que faz parte do turismo em Minas Gerais.  Localizada na Rua Dom Silvério, 108.

Está aberta a visitas diariamente, das 8h00 às 17h00. O valor do ingresso é de R$ 25,00 por pessoa, há um pequeno estacionamento no local.

O passeio consiste em conhecer os túneis utilizados pelos escravos na época da mineração. Durante o passeio o guia conta a história da mineração naquele local, uma história muito interessante e emocionante.

Mirante Universidade Federal de Ouro Preto

Uma vista privilegiada de Ouro Preto, para admirar toda sua beleza e história de cima. Este mirante está localizado na unidade de ciências da UFOP, na R. Nove, depois do Museu Casa dos Inconfidentes. 

Como eu adoro vistas do alto das cidades que visito, adorei este ponto, e ainda é de fácil acesso de carro. Há outros mirantes com vistas de outros ângulos da cidade. No blog Mineiros na Estrada, da Gê e do Guto, tem um texto falando sobre os mirantes de Ouro Preto.

A cidade de Ouro Preto é um excelente ponto para iniciar seu turismo em Minas Gerais.

 

Museu Casa dos Inconfidentes
Museu Casa dos Inconfidentes

 

Lojas que visitei em Ouro Preto

Santa Rita Pedra Sabão: uma loja repleta de itens feitos em pedra sabão. Panelas, castiçais, rechaud, incensários, tudo bem pedra sabão e outras pedras encontradas na cidade. Tinha também peças em prata, correntes, pingentes, coisas lindas e com bons preços. Localizada na Rua Padre Rolim, 1815, vale a pena uma visita. Fica fora do centro histórico, próxima a saida para Cachoeira do Campo.

Rocalha Artesanato: esta loja está próxima ao Museu da Inconfidência, a uma quadra, mais precisamente. Por lá você encontra todo tipo de artesanato, em tecido, pedras, telas, mas o que mais chamou minha atenção foram as peças em prata. Não há muitas peças, mas são muito bonitas e com ótimos preços, comprei uma aliança toda trabalhada, por R$ 45,00. Achei o preço muito bom, e a peça muito bem feita. Localizada na Rua Cláudio Manoel, 27.

Doceria/Lanchonete Garapinha: esta doceria fica em frente ao Chafariz dos Contos, na Praça Reinaldo O. Alves de Brito, 77. Adorei esta doceria, eles vendem doces deliciosos a granel. Você pode comprar como se fosse sorvete, em copinhos para comer na hora. Além destes doces há também queijos e doces em potes feitos na região, uma delícia e com bons preços.

Chocolateria Ouro Preto: outra delícia na cidade, fica na esquina da Praça Tiradentes, próximo ao Museu da Inconfidência e Igreja Nossa Senhora do Carmo. Os chocolates ali são maravilhosos, as gotas com café e o chocolate meio amargo são muito bons,  e tem muitas outras delícias. O preço é justo, pela qualidade dos produtos.

 

Ruas de Ouro Preto
Ruas de Ouro Preto

 

Onde Comer em Ouro Preto

Restaurante o Passo: este restaurante está localizado ao lado da Casa dos Contos, logo depois da ponte. Mais um casarão antigo utilizado como ponto comercial, dando um charme todo especial ao restaurante. Além de grandes salões com mesas muito bem postas, há também a varanda, onde se tem uma bela vista das casas próximas e da Casa dos Contos. Os pratos são deliciosos e bem servidos. Comemos duas vezes por lá, uma das vezes comemos uma pizza deliciosa, com uma cerveja artesanal e água, R$ 89,10. Na segunda vez, dois pratos executivos que eles servem no almoço. Um risoto ao fungi e uma massa, deliciosos também, ainda com sobremesa  e refrigerantes, R$ 54,00. Endereço Rua São José, 56.

Restaurante Adega Ouro Preto: este restaurante é mais simples e pequeno, localizado na ladeira logo depois do Restaurante O Passo. Servem comida mineira por quilo e também pratos a la carte. Comemos um nhoque aos quatro queijos delicioso, este prato serve duas pessoas. O prato mais um refrigerante saiu R$ 48,00. A comida é excelente.

Café e Cia: este restaurante está localizado na Rua São José, 185, também próximo a Casa dos Contos. Comida por quilo, com grande variedade de pratos, comida mineira e também pratos triviais, como frango assado, carnes grelhadas e saladas. A sobremesa também é variada e por quilo. Pagamos R$ 53,00 para duas pessoas com refrigerante e a sobremesa, bom preço também e comida saborosa.

 

Restaurante O Passo
Restaurante O Passo

 

Estacionamento e Direção em Ouro Preto

Dirigir por Ouro Preto, não é uma tarefa das mais fáceis. Suas ruas estreitas e todas em pedras são um desafio para motoristas acostumados com ruas asfaltadas. Principalmente em dias chuvosos, como pegamos em setembro de 2018.

Além de ruas estreitas e em pedras, há um agravante, a maioria das ruas da cidade são muito íngremes. Isso dificulta ainda mais a tarefa de trafegar com carro. Quando fomos visitar a Igreja Santa Efigênia, confesso que ficamos um pouco apreensivos. A inclinação da rua, em alguns pontos, impede de ver o piso a frente, parece que o carro vai cair em um precipício…rs. Foi tenso.

No caminho para a Mina do Chico Rei, é preciso atravessar uma pequena ponte muito estreita, só passa um carro por vez. Quando fomos até lá, havia um carro do outro lado, e como a rua após a ponte também é estreita, precisamos dar ré para que o outro carro passasse. Há alguns perrengues para dirigir em Ouro Preto.

É possível chegar a pé, na maioria dos pontos que indiquei no texto, e recomendo, devido as características das ruas da cidade. Mas prepare-se as ladeiras são grandes.

Estacionar no centro histórico também não é tarefa fácil. Há poucos locais possíveis de estacionar e é preciso ficar atento a área do Estacionamento Rotativo. Para estacionar na região do centro é necessário comprar o cupom do Estacionamento Rotativo que é válido por 1 hora.  Alguns comércios vendem o cartão, só perguntar nas lojas e eles indicam onde comprar.

 

Ruas de Ouro Preto - Turismo em Minas Gerais
Ruas de Ouro Preto

 

Cachoeira do Campo – Distrito de Ouro Preto

Este pequeno distrito de Ouro Preto é mais um ponto de turismo em Minas Gerais, é um lugar simples, ótimo para um bate e volta. Localizado a apenas 21 km de Ouro Preto, não tem muito para fazer, mas lá está localizada a Igreja Matriz Nossa Senhora de Nazareh. Construída em 1726, uma das mais antigas da região, toda ornamentada em ouro, prata e jóias.

Cachoeira do Campo, foi de extrema importância no período da crise do Ouro em Ouro Preto, servindo como centro de abastecimento da antiga Villa Rica. Além da imponente igreja no distrito é possível também conhecer o artesanato local. Logo na entrada do distrito há várias lojas com artesanatos variados, peças em madeira lindíssimas. Também é possível conhecer a cachoeira que dá nome a cidade, quando fui estava chovendo e não consegui conhecer a cachoeira.

Vale uma passada pela vila. A Igreja Matriz está aberta a visitação diariamente das 14h00 às 19h00 e a entrada custa R$ 4,00.

 

Matriz Nossa Senhora de Nazareh - Turismo em Minas Gerais
Matriz Nossa Senhora de Nazareh

 

Considerações Finais

Fonte Histórica: Prefeitura de Ouro Preto, Governo do Estado de Minas Gerais e Ministério da Economia.

Para montar meu roteiro para Ouro Preto, busquei informações em blogs de viagem membros da RBBV – Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem. Foram: D&D Mundo a Fora da Daniela e Danúbia Almeida e Volto Logo do Murilo Pagani. Todos com ótimas dicas sobre o Brasil e outros países.

Meu roteiro de turismo em Minas Gerais foi de 20 dias, passei 5 em Ouro Preto, foi o suficiente para conhecer quase tudo na cidade. Infelizmente alguns museus e igrejas estavam em restauro e não consegui conhecer.

Os valores citados no texto, sobre restaurantes e lojas, são referentes a setembro de 2018.

Para andar pelas ruas de Ouro Preto prefira usar calçados fechados, bem presos aos pés, como tênis ou botas confortáveis e sem saltos. Isso evitará possíveis acidentes, pois todo o calçamento da cidade, ou quase todo, é feito de pedras irregulares.

A melhor maneira de conhecer a cidade é caminhando, já que andar de carro pelas ruas de Ouro Preto não é algo não muito fácil. É impossível planejar uma viagem de turismo em Minas Gerais e deixar esta linda cidade de fora.

Adorei conhecer Ouro Preto, era um lugar que estava em minha lista de desejos há alguns anos. Tenho adorado fazer turismo em Minas Gerais, a cada visita me apaixono mais pelo estado. Espero que estas dicas te ajudem quando montar seu roteiro. Gostou destas dicas? Então siga o blog no Facebook, Instagram e Pinterest para saber mais novidades. Deixe sua dúvida ou comentário aqui embaixo, será um prazer responder. Até o próximo post.

Seguir Alessandra Lima:

SEO e Redatora

Alessandra, é uma pessoa apaixonada por viagens. Formada em Comércio Exterior e escreve o blog Viagens de Cá pra Lá desde 2014. Adora ler e fazer fotos. Buscando sempre lugares inusitados para suas viagens, seu intuito é trazer informações mais completas possíveis para você, Leitor. Seja bem vindo ao blog Viagens de Cá pra Lá.

2 Responses

    • Alessandra Lima

      Oi Gê, adorei Ouro Preto. Peguei dicas muito legais no seu blog.
      Eu que agradeço por compartilhar.
      Abraço,
      Alessandra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *