Região Vinícola Bento Gonçalves: As Melhores Vinícolas do Sul do Brasil

Região Vinícola Bento Gonçalves: vinícolas são uma tradição na região, devido ao grande número de imigrantes italianos.

A história da cidade de Bento Gonçalves iniciou-se em 1875, com a chegada destes imigrantes, que se instalaram na região sul do país.

Inicialmente chamada Colônia D. Isabel, seu nome só foi conhecido como é hoje, Bento Gonçalves, em 1890.

Devido às condições climáticas da região sul, os italianos puderam manter sua cultura, construções e tradições, conforme estavam acostumados na Itália.

Assim, iniciaram o cultivo de uvas e a produção de vinhos. Hoje, a cidade é conhecida como “A Capital Brasileira da Uva e do Vinho”, por isso em seu pórtico de entrada há a inscrição “Você está entrando no Mundo do Vinho”.

Então, vamos conhecer as vinícolas que você encontrará em Bento Gonçalves e também na região. E neste texto, você encontrará todas as dicas sobre o que fazer em Bento Gonçalves.

 

Vista Caminhos de Pedra - Casa Fontanari
Vista Caminhos de Pedra – Casa Fontanari

 

Dicas de Hospedagem na Região Vinícola Bento Gonçalves

Hotel Spa do Vinho: Uma opção de hospedagem luxuosa, localizada no Vale dos Vinhedos, em frente a Vinícola Miolo.

Hotel Villa Michelon: Também localizado no Vale dos Vinhedos, cercado de natureza e com opções de lazer.

Vinícolas em Bento Gonçalves

Não à toa que a cidade é conhecida como “Mundo do Vinho”, nela você encontrará várias vinícolas.

Além disso, é possível adquirir os vinhos produzidos na região, e também fazer degustação em quase todas as vinícolas da cidade.

São várias opções para conhecer a produção, conhecer um pouco da história do vinho e a forma de cultivo e produção de vinhos de alta qualidade.

Inclusive, um fato curioso, é que algumas vinícolas de São Roque, têm sua produção de vinhos finos na região sul do Brasil, em vinícolas de Bento Gonçalves.

 

Aurora - Vinícola Bento Gonçalves
Aurora – Vinícola Bento Gonçalves

 

1. Vinícola Aurora

Esta, foi a primeira vinícola, que visitei em Bento Gonçalves. Ela foi fundada por imigrantes italianos em 1931, quando criaram uma cooperativa de produtores de uva e vinho, a Cooperativa Vinícola Aurora.

Inclusive, no início da visita guiada a Vinícola Aurora, é apresentado um vídeo contando esta história e com depoimentos de quem faz parte dela.

Além do vídeo, a guia mostra variações de vinhos e sucos que são produzidos na vinícola. Muitos deles premiados mundialmente.

Além disso, os pavilhões onde estão os tonéis de armazenamento dos vinhos, também fazem parte da visita guiada. Assim como, a sala de degustação de vinhos e sucos de uva integral e a loja.

Gostei bastante desta visita, pois foi possível conhecer melhor a história da produção de vinhos e rever alguns itens que conheci na adolescência. Um deles, o Keep Cooler, por exemplo. Alguém mais lembra desta bebida?

Inclusive, foi nesta visita que descobri que o Keep Cooler era fabricado pela Vinícola Aurora.

Horário de Visitação: Segunda a sábado, das 8h15 às 17h15, domingos das 8h30 às 11h30. Grupos acima de 10 pessoas é necessário agendamento antecipado pelos telefones (54) 3455-2095 ou (54) 3455-2051.

Endereço: Rua Olavo Bilac, 500

Valor da Visita: A visita a Vinícola Aurora é gratuita, com degustação de vinhos e sucos.

 

Aurora - Vinícola Bento Gonçalves
Aurora – Vinícola Bento Gonçalves

 

2. Vinícola Miolo

A Vinícola Miolo, além da produção de vinhos, também possui uma Escola do Vinho, nada mal ter como pátio do colégio, o Vale dos Vinhedos.

Hoje a Vinícola Miolo é um grupo maior, formado com outras 3 vinícolas: Vinícola Terranova, Vinícola Almadén e Vinícola Seival.

A História da Vinícola Miolo, iniciou em 1897, quando Giuseppe Miolo comprou o Lote 43, na região do Vale dos Vinhedos.

Foi a partir deste lote que ele iniciou seu plantio de uvas. E até hoje há a produção do vinho Miolo Lote 43, que desde 1897 mantém as mesmas características.

Já que, o plantio da uva segue o mesmo padrão de seu início. A Vinícola Miolo, também oferece uma visita guiada.

Nela é contada a história da vinícola e do vinho Miolo Lote 43. Além disso, ao final da visita é possível aprender um pouco sobre a característica de cada vinho e fazer a degustação.

Esta visita foi muito interessante, já que traz muita história e curiosidades que você nem imagina. Além disso as instalações da vinícola são muito bonitas.

Horário de Visitação: Para visitar a Vinícola Miolo, é necessário fazer o agendamento por e-mail, visita@miolo.com.br, ou por telefone (54) 2102-1540, (54) 2102-1537.

Endereço: RS 444 – Km 21 – Vale dos Vinhedos

Valor da Visita: A visita a Vinícola Miolo custa R$ 35,00 por pessoa, e dá um bônus de R$ 10,00 na compra de vinhos em sua loja. Além da degustação de vinhos.

 

Miolo - Vinícola Bento Gonçalves
Miolo – Vinícola Bento Gonçalves

 

3. Vinícola Cave de Pedra

Criada em 1997, em estilo Medieval, a Cave de Pedra foi construída no formato de um Castelo em Basalto. Desta forma, mantém a temperatura ideal para o amadurecimento dos vinhos.

A visita guiada à Vinícola Cave de Pedra, inicia-se pelas torres do castelo Medieval, de onde se tem uma linda vista da região vinícola Bento Gonçalves. Depois, os visitantes passam por um vinhedo ilustrativo, salão de etapa de produção e às caves subterrâneas, onde estão os barris de amadurecimento dos vinhos.

Durante o percurso da visita, são feitas degustações dos vários tipos de vinhos produzidos nesta vinícola em Bento Gonçalves.

Horário da Visitação: Visitas de segunda-feira a sábado e feriados das 9h40 às 18h00. Domingos das 9h40 às 17h00

Endereço: Linha Leopoldina, 315, Vale dos Vinhedos.

Valor da Visita: A visita guiada a vinícola Cave de Pedra custa R$ 30,00, com degustação de 5 tipos de vinho.

 

Vinícola Cave de Pedra - Foto Jeferson Soldi
Vinícola Cave de Pedra – Foto Jeferson Soldi

 

4. Vinícola Valduga

A Vinícola Valduga além da visitação, promove a seus visitantes Cursos e Experiências.

Durante a visitação os visitantes conhecem o processo de produção e as adegas com os vinhos. Além da visitação, também é possível degustar 5 tipos de vinhos.

Horário de Visitação: Visitas de segunda-feira a sábado, das 9h30 às 16h30. Domingos e feriados das 9h30 às 15h30. Visitas a cada 30 minutos, com duração em torno de 1h30.

Endereço: Via Trento 2355 – Linha Leopoldina, Vale dos Vinhedos.

Valor da Visita: A visita a Vinícola Valduga custa R$ 50,00 por adulto, com degustação de 5 tipos de vinhos e espumantes.

 

Casa Fontanari - Vinícola Bento Goncalves
Casa Fontanari – Vinícola Bento Goncalves

 

5. Vinícola Casa Fontanari

Esta é uma vinícola mais simples, na verdade é uma adega, mas também é possível degustar tanto vinhos, quanto sucos e cachaças. Uma curiosidade desta vinícola, os banheiros foram montados dentro de duas barricas de vinho desativadas. Em suas paredes, é possível observar os cristais cor de vinho, formados pelo suco de uvas durante fermentação.

Mas, ela não oferece visita guiada, já que não tem a produção no mesmo local. Porém, vale o passeio, já que é uma das atrações do Caminhos de Pedra

Horário de visitação: Aberta todos os dias das 9h30 às 18h00.

Endereço: Caminhos de Pedra, haverá placa indicando a entrada da vinícola.

Valor da Visita: Visita Gratuita.

Outras Vinícolas em Bento Gonçalves

  • Vinícola Salvati e Sirena – Linha Palmeiro, 49 – Caminhos de Pedra. Esta vinícola tem visitação diariamente, das 9h00 às 18h00. Taxa de visitação R$ 10,00;
  • Adega e Vinhedos Dom Eliziario – Rod RST 444 Km 23 s/n – Vale dos Vinhedos. Esta vinícola, não possui visitação, é mais voltada a venda de vinhos nobres;
  • Vinícola Dom Cândido – Rod RST 444 Km 23 s/n – Vale dos Vinhedos. Nesta vinícola é possível fazer vários tipos de passeios, entre tours e degustação. Os preços variam entre R$ 30,00 tour pela vinícola a R$ 400,00 um jantar especial.

Estas vinícolas não cheguei a visitar, mas são mais opções para quem quer conhecer mais sobre o vinho da região vinícola em Bento Gonçalves.

 

Miolo - Vinícola Bento Gonçalves
Miolo – Vinícola Bento Gonçalves

 

Como Visitar a Região Vinícola Bento Gonçalves

Caso, você esteja hospedada em Bento Gonçalves, também é possível fazer um tour por algumas destas vinícolas. Neste link é possível comprar o seu voucher.

Mas, caso você se hospede em Bento Gonçalves a melhor maneira de conhecer as vinícolas, tanto no Vale dos Vinhedos, quanto no Caminhos de Pedra, outra opção é a locação de um carro. Assim, você terá a liberdade de fazer os passeios no seu tempo.

Também é possível verificar com o Hotel onde você estiver hospedada, pois alguns deles oferecem passeios à região vinícola de Bento Gonçalves.

Vale dos Vinhedos

O Vale dos Vinhedos, compreende uma grande região entre as cidades de Bento Gonçalves, Garibaldi e Monte Belo do Sul.

Todas estas cidades, têm parte de sua agricultura voltada ao plantio da Uva. Além, de representar a história, cultura e gastronomia italiana na região.

Além, de todo este legado preservado da história da imigração italiana, que ocorreu a partir de 1875, suas paisagens lembram muito as regiões vinícolas italianas.

A região oferece ainda, além de vinícolas, restaurantes, pousadas, ateliês de arte, casas de queijos e geleias.

É possível passar mais de um dia divertindo-se na região do Vale dos Vinhedos.

Quando Visitar a Região Vinícola em Bento Gonçalves

A melhor época para visitar a região vinícola de Bento Gonçalves, é entre os meses de janeiro, fevereiro e março. Pois, esta é a época em que os vinhedos estão em plena produção. Você vivenciará a experiência da colheita da uva.

Além, de sentir no ar o perfume das uvas da região. Neste período, os dias são mais quentes e as noites têm temperaturas mais amenas.

Adoro este clima de serra, que dá um prazer de dormir de forma confortável, depois de um dia de passeios inesquecíveis.

Para quem prefere assistir o colorir avermelhado das árvores, então a melhor época é o outono, entre março e maio. Quando as temperaturas estão mais baixas, com máximas de 22º.

Já, quem prefere viajar no inverno, é melhor visitar o Vale dos Vinhedos entre junho e agosto, quando os termômetros mostram temperatura média de 12º.

Mas, em qualquer destas épocas, certamente você terá um espetáculo, pois o lugar é deslumbrante.

 

Hotel e Spa do Vinho - Vale dos Vinhedos
Hotel e Spa do Vinho – Vale dos Vinhedos

 

Onde Comer Próximo na Região Vinícola de Bento Gonçalves

Casa Vani: Quando estiver visitando as vinícolas da região do Caminhos de Pedra, uma sugestão é almoçar na Casa Vani. Servem massas e carnes. O restaurante Casa Vani, fica no Caminhos de Pedra, em frente à Casa de Massas e Casa da Tecelagem.

Restaurante Giordani Gastronomia Cultural: Na região do Vale dos Vinhos a sugestão é o Restaurante Giordani Gastronomia Cultural, lá servem sequência de massas, carnes e petiscos. Fica no Vale dos Vinhedos, na Via Trento sem número, fica ao lado da Delicatessen Casa Madeira.

Há muitas outras opções de restaurante nas duas regiões. Estes são dois restaurantes que experimentei. Mas, uma coisa eu garanto, dificilmente você entrará um restaurante em que a comida não agrade.

 

Restaurante Giordani Gastronomia - Vale dos Vinhedos
Restaurante Giordani Gastronomia – Vale dos Vinhedos

 

Como Chegar a Bento Gonçalves

Minha viagem a Bento Gonçalves partiu de São Paulo, capital, sendo assim, compramos um vôo até Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul. Há também a possibilidade de chegar à cidade por Caxias do Sul, porém, em algumas pesquisas que fiz, os voos por lá têm maior probabilidade de serem cancelados por mau tempo. Então preferi não arriscar e comprar a passagem para Porto Alegre.

Desta forma, partindo da capital gaúcha, fizemos uma viagem de carro de 144 km pela ERS – 122, foi mais ou menos 1 hora e quarenta.

Sendo assim, e também por haver passeios na cidade que ficam na área rural, foi mais fácil alugar um carro no aeroporto.  Isso facilitou bastante a locomoção entre os lugares, além de permitir conhecer outras pequenas cidades na região, como fiz, indo até Farroupilha.

Para quem prefere não se preocupar em dirigir em viagens, há a possibilidade de contratar um transfer ida e volta, a partir do Aeroporto de Porto Alegre.

Vinícolas em Garibaldi

Garibaldi é uma cidade vizinha a Bento Gonçalves, fica a 13 km de distância. Esta é uma das cidades por ondo o passeio de Maria Fumaça passa em seu trajeto. Inclusive na parada que o trem faz em Garibaldi são servidos vinhos e sucos produzidos em suas vinícolas.

Nela também há algumas vinícolas para serem visitadas, já que, a cidade é conhecida como a Capital do Espumante.

Abaixo deixarei a sugestão de duas delas para sua visita.

Vinícola Moët Chandon

Bem famosa esta vinícola, está localizada em Garibaldi, e dispensa apresentações. É possível fazer visitas guiadas, ou somente degustação de seus espumantes, este é gratuito e com acompanhamento de um técnico, que explica as características de cada espumante.

Horário de Visitação: Aberta de segunda-feira a sexta-feira das 8h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30. Sábados das 9h30 às 11h30 e das 13h30 às 15h30. Fechada aos domingos e feriados.

Endereço: BR 470 (Km 224) – Garibaldi.

Valor da visita: As visitas são gratuitas.

Cooperativa Vinícola Garibaldi

Constituída a 80 anos, tem uma visão de sustentabilidade e foco nas pessoas, que são o ponto mais importante em sua visão. Além disso, vinícola oferece vários tipos de experiências para degustação e visitas a produção.

Horário de Visitação: Aberta de segunda-feira a sexta-feira das 9h00 às 17h00. Domingos e feriados das 10h00 às 15h00.

Valor da Visita: São várias opções de experiências oferecidas nesta vinícola, os valores vão de visita e degustação gratuita, a experiências com espumantes premiados mundialmente por R$ 90,00.

Endereço: Avenida Independência, 845, Centro, Garibaldi.

 

Espaço Gastronômico Casa Vanni - Caminhos de Pedra
Espaço Gastronômico Casa Vanni – Caminhos de Pedra

 

Conclusão

A região Vinícola Bento Gonçalves é um lugar pelo qual fiquei apaixonada quando visitei. Aliás, fiquei apaixonada pela cidade inteira. Há muitas opções de atrações.

Neste passeio a diversão é garantida do início ao fim. Estas vinícolas que mencionei, são apenas algumas das existentes nas cidades.

Há vinícolas tão grandes como estas, quanto outras menores, mas todas com vinhos excelentes. Além de toda esta possibilidade de visitar as vinícolas e degustar vinhos, a região vinícola Bento Gonçalves, oferece também muita opção gastronômica.

Ou, de forma independente, ou contratando algum tour, vale a pena passar um dia, ou dois, visitando a região. Além do enoturismo a beleza da região irá transportar você para a Itália.

Aproveite as dicas que mencionei sobre as diferentes épocas para visitar a região, e assim escolher aquela que melhor atende a suas expectativas.

Apesar que, sempre é possível visitar este destino em várias épocas do ano, e aproveitar cada atração que elas oferecem.

Para quem está em São Paulo e região, há uma opção próxima para visitar vinícolas e degustar vinhos, a Cidade de São Roque, neste texto conto como foi minha experiência por lá.

Com estas informações estou certa, que você terá uma experiência deliciosa na região vinícola Bento Gonçalves. Agora é só arrumar as malas e partir para esta cidade linda, e ter vivências inesquecíveis. Gostou destas dicas? Então siga o blog no Facebook, Instagram e Pinterest para saber mais novidades. Até o próximo post.

Seguir Alessandra Lima:

SEO e Redatora

Alessandra, é uma pessoa apaixonada por viagens. Formada em Comércio Exterior e escreve o blog Viagens de Cá pra Lá desde 2014. Adora ler e fazer fotos. Buscando sempre lugares inusitados para suas viagens, seu intuito é trazer informações mais completas possíveis para você, Leitor. Seja bem vindo ao blog Viagens de Cá pra Lá.

10 Responses

  1. Liliane

    Esta região realmente é encantadora! Visitei 2 vinícolas há alguns anos e amei. Mas parece que nos últimos anos os passeios estão ainda melhores, com muitas atrações e programas diferentes… Este post me deu muita vontade de voltar logo.

    • Alessandra Lima

      Olá Liliane,
      Tenho muita vontade de voltar a Região Vinícola de Bento Gonçalves.
      O lugar é muito bonito.
      Abraço,
      Alessandra.

  2. ana paula

    Que post completo sobre as Vinícolas do Sul do Brasil, confesso que nunca pensei em Brasil nesse quesito, mas agora quero conhecer.

    • Alessandra Lima

      Olá Ana Paula,
      Esta região do Sul do país é lindíssima, e visitar as vinícolas é maravilhoso.
      Obrigada por comentar.
      Abraço,
      Alessandra.

  3. Lulu Freitas

    Amei o post! Super detalhado. Quando fui a Gramado fiz um bate-volta para Bento Gonçalves e me arrependi, porque a região ali é tão interessante que merece muito mais que um dia de passeio. Já salvei o post, porque estou morrendo de vontade de voltar para o RS e ficar apenas curtindo as vinícolas.

    • Alessandra Lima

      Oi Lulu,
      Fico feliz que tenha gostado.
      Realmente Bento Gonçalves merece ao menos 3 dias de estada.
      Tem muita coisa legal para conhecer por lá.
      Abraço,
      Alessandra.

  4. Carolina Arellano

    Ah, que delícia conhecer um vinhedo, fazer uma degustação. Quem não ama um bom vinho ahaha Não conheço Bento Gonçalves e é bom saber que muitas vinícolas tem entrada gratuita, bem interessante mesmo. Obrigada pelas dicas!

    • Alessandra Lima

      Oi Carolina,
      Eu amo Bento Gonçalves, é uma cidade linda. Esta região dos vinhedos é incrível.
      Obrigada por comentar.
      Abraço,
      Alessandra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *