Linhas do metrô: o que fazer em São Paulo com transporte público

postado em: Brasil, Capital, São Paulo | 2

Sempre gosto de fazer alguns tours pela cidade utilizando as linhas do metrô para descobrir algum lugarzinho novo. No geral há sempre uma linha do metrô próxima aos pontos turísticos de São Paulo.

Pode parecer difícil andar de metrô em São Paulo, mas não é. Basta programar-se, buscar os pontos de seu interesse e ver qual a linha do metrô mais próxima da atração.

 

Centro de São Paulo
Centro de São Paulo

No post de hoje vou contar a vocês sobre alguns lugares que eu ainda não conhecia na cidade, e que me deram uma sensação de ‘déjà vu’.

E você, que mora em São Paulo, conhece todos os lugares interessantes da cidade? Dá uma olhada na listinha deste texto para saber se falta algum lugar para você conhecer.

Transporte público em São Paulo

Transporte público em São Paulo, tem uma fama não muito boa, mas depois que você utilizar verá que não é tão ruim assim.

Um ponto importante para você que está turistando em São Paulo, é saber que há alguns horários que se deve evitar os transportes públicos. Que durante a semana são os horários de pico, ou seja, horário que a galera está indo, ou voltando do trabalho.

Então é interessante programar-se para pegar o transporte público após as 8h30 e fora de horários entre 18h00 e 19h00. Estes horários realmente são muito ruins, há um fluxo muito maior de usuários nas linhas do metrô.

 

Exposição de Fotografias - Linhas do Metrô Sé
Exposição de Fotografias – Linhas do Metrô Sé

 

Linhas do metrô

Já fiz alguns posts falando sobre as possibilidades de lugares para conhecer em São Paulo utilizando o metrô. Neste link está um deles.

São Paulo possui hoje 5 linhas do metrô em funcionamento. Contendo um total de 69 estações, com interligação entre 4 linhas do metrô, Amarela, Azul, Verde e Vermelha.

Não é o suficiente mas já atende a maior parte dos pontos turísticos da cidade.

Uma boa dica para quem vem visitar São Paulo, é buscar um hotel próximo a uma estação das 4 estações que citei acima, o que facilitará sua locomoção.

Em breve farei um post com todas as informações sobre a utilização das linhas do metrô em São Paulo.

 

Praça da Sé - Linhas do Metrô
Praça da Sé – Linhas do Metrô

 

O que fazer em São Paulo utilizando as linhas do metrô

Bem eu sempre procuro fazer meus passeios pela cidade aos sábados ou domingos, que para mim são dias mais tranquilos.

No último sábado resolvi conhecer mais um pouco sobre o centro. Montei meu roteiro a partir da estação da Sé.

Cheguei a Sé e fiquei por ali por algum tempo, pois por mais que você conheça a praça e a Catedral, é impossível não parar para admirar  sua beleza.

 

Catedral da Sé
Catedral da Sé
Bem vamos a lista dos lugares a conhecer na região central

Catedral da Sé: já falei outras vezes sobre a principal igreja da cidade, mas acho ela tão maravilhosa que não me canso de aconselhar meu leitor a conhecê-la. Portanto, se ainda não foi até lá, vá, ela é realmente maravilhosa.

Edifício Caixa Cultural: este prédio é espetacular, suas paredes externas da fachada são todas revestidas de granito preto. Seu interior preserva as características da época de sua construção com revestimentos de madeira, mármore e vitrais maravilhosos. No local há várias exposições, além de uma biblioteca.

Solar da Marquesa: uma construção realizada por volta de 1750. Passou por vários donos até transformar-se em propriedade do município de São Paulo. No local acontecem várias exposições, mas o que mais chama a atenção é a possibilidade de ver pedaços da parede e de pilares mostrando como era a edificação original.

 

Solar da Marquesa
Solar da Marquesa

Casa da Imagem: é o segundo sobrado faz parte do Solar da Marquesa. Nele também há exposições e a possibilidade de estar em um edifício de alguns séculos atrás.

Beco do Pinto: é um beco que fica entre os dois sobrados do Solar da Marquesa. Seu nome se dá em homenagem a um dos donos do Solar. O Beco ainda possui características da época de sua construção. Antigamente ligava a Rua Roberto Simonsen, à Rua Dr. Bitencourt Rodrigues e Vinte e Cinco de Março.

 

Beco do Pinto
Beco do Pinto

Igreja de Santo Antônio Patriarca: construída em 1592, passando por várias reformas. Seu altar é em estilo Rococó, de 1780. Aberta entre 17h30 a 19h00.

Edifício Altino Arantes: ou Edifício Banespa um dos mais altos de São Paulo e que fica em uma região maravilhosa da cidade.

Edifício Martinelli: construído em 1924 por um imigrante italiano, Giuseppi Martinelli, com 100 metros de altura e 30 andares.

 

Edifício Altino Arantes: ou Edifício Banespa
Edifício Altino Arantes: ou Edifício Banespa

Largo São Francisco: onde estão a Escola de Direito São Francisco, um edifício gigantesco e maravilhoso, construído em 1930, a Fundação Escola do Comércio Alvares Penteado, a Igreja de São Francisco (1640) e a Igreja da Ordem Terceira da Penitência (1642).

 

Escola de Direito São Francisco
Escola de Direito São Francisco
Como conhecer o centro a pé

Estes são os destaques da região central, mas conforme fui andando pelas ruas do centro, fui encontrando muitos prédios antigos, um mais belo que outro.

Este passeio fiz a pé, saindo da Catedral da Sé. O prédio da Caixa Cultural fica bem em frente a praça. Contornando a Caixa Cultural você encontrará o Solar da Marquesa, e ao seu lado a Capela do Padre Anchieta e o Páteo do Colégio.

Voltando para a praça da Sé, bem em frente a Caixa Cultural, está a Rua Direita, também famosa em São Paulo. Seguindo por ela você verá muitas lojas e também prédios antigos. Ao final dela encontrará a Praça do Patriarca, onde está a Igreja de Santo Antonio Patriarca.

 

Igreja Santo Antonio Patriarca
Igreja Santo Antonio Patriarca

Entrando a direita na Praça do Patriarca, na Rua São Bento você encontrará construções que são réplicas de construções antigas encontradas Europeias. Quando entrei nesta rua tive uma forte impressão de ter sido transportada para a Itália.

No local há dois restaurantes muito parecidos com os que são encontrados na Itália, com mesinhas para fora, sob um toldo e todo circundado por gradinhas.

 

Centro de São Paulo
Centro de São Paulo

Seguindo a Rua São Bento chega-se ao Edifício Martinelli e Edifício Altino Arantes (Banespa). Toda esta região é um imenso calçadão. Onde somente pedestres podem passar. Ali onde estão os dois edifícios, há uma praça com quiosques do século XVIII, feitos em madeira que nos remetem ao passado.

Voltando a Praça do Patriarca e seguindo pela Rua São Bento, agora do outro lado, você encontrará o Largo São Francisco, com a Faculdade e convento de mesmo nome e a Escola do Comércio.

 

 Igreja de São Francisco
Igreja de São Francisco

Perca-se por estes arredores, vale a pena. Você verá construções espetaculares que realmente farão você pensar que está na Europa.

Este passeio também pode ser iniciado pela estação São Bento das linhas do metrô, e então começará o passeio pela Rua São Bento.

Então, você já conhecia todos estes lugares de São Paulo? Caso precise de ajuda para montar seu roteiro deixe sua pergunta aqui embaixo. Como disse no início do texto quase todos os pontos turísticos de São Paulo são possíveis de serem alcançados por meio das linhas do metrô. Espero que tenha gostado do post, deixe seu comentário aqui. Até o próximo.

 

2 Responses

  1. Luciano e Andrea

    Nos apaixonamos por São Paulo, mas ainda não conseguimos usar bastante o metrô! Vamos usar este roteiro para a próxima viagem 🙂

    • Alessandra Lima

      Olã Luciano e Andrea, São Paulo realmente é muito linda.
      Fico feliz que gostaram deste roteiro, espero que aproveitem a próxima visita.
      Abraços.
      Alessandra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *