Pontos turísticos de Belo Horizonte roteiro de 2 dias na capital mineira

Minha visita a Belo Horizonte foi rápida, fiquei apenas dois dias na capital mineira. Neste texto colocarei para você os pontos turísticos de Belo Horizonte que consegui visitar nesta curta estada.

A cidade parecia que estava toda em reforma em setembro, quando a visitei. Uma pena, pois não consegui visitar e tirar boas fotos de pontos que eu gostaria de ter conhecido melhor. Mas mesmo assim, foi válida minha visita.

Belo horizonte é uma cidade grande, com um fluxo volumoso de carros por suas ruas, mas nada comparado com o caus do trânsito em São Paulo. Seu centro histórico é muito bem preservado. Por este motivo tudo parecia em reforma na cidade, pois estavam cuidando para que tudo ficasse bonito.

Minha viagem pelas cidades históricas de Minas Gerais iniciou-se por São Thomé das Letras, apesar de esta não ser uma cidade histórica, sempre quis conhece-la e aproveitei para inclui-la em meu roteiro.  Foi uma viagem de carro, que durou 20 dias, não perca todos os destinos desta viagem. Aos poucos estão sendo descritos aqui no blog.

Se precisar alugar um carro para sua viagem utilize este link, você terá as melhores opções de locadoras, com os melhores preços e ainda ajuda o Blog Viagens de Cá pra Lá  a continuar dando dicas para sua viagem.

 

Museus da Praça da Liberdade - Pontos Turísticos de Belo Horizonte
Museus da Praça da Liberdade

 

Pontos turísticos de Belo Horizonte para dois dias de visita

Mercado central

Não sei você mas adoro conhecer o mercado municipal das cidades que visito. Acho um lugar super pitoresco. Cada um deles tem características próprias, cheiros e sabores únicos. Este mercado não é diferente, há muitos quiosques com todo tipo de guloseima, artesanato e comidas típicas e até decoração.

É uma ótima opção para compra daquela lembrancinha, ou para comprar um doce cremoso com sabor de casa de vó, que por lá é vendido a quilo. Uma perdição. No mercado também existem muitas opções de restaurantes e lanchonetes, uns mais simples, outros mais sofisticados. O que também traz uma grande variação de preços.

Tem alguns fatos curiosos pelo mercado, um deles é a existência de várias lojas de suplementos  alimentares para atletas. Outra é uma das lanchonetes, em que as garçonetes, ficam em cima de bancos, para ficarem acima do balcão e praticamente arrastam os clientes para a lanchonete. Fiquei impressionada e até um pouco assustada com a prática. Mas, afinal cada um usa o marketing que acredita funcionar em seu estabelecimento…rs

 

Floricultura - Mercado Central Pontos Turísticos de Belo Horizonte
Floricultura – Mercado Central Belo Horizonte

 

Parque da Pampulha e suas atrações

Este parque está cercado por uma imensa área verde, um lago e arquiteturas lindas. Cada cantinho do parque tem uma história pra contar. Localizado na Avenida Otácilio Negrão de Lima, 6061, tem várias atrações em seu entorno.

O conjunto de obras do Parque da Pampulha foram assinados por grandes nomes como Oscar Niemeyer, Roberto Burle Marx e Cândido Portinari.

Igreja São Francisco de Assis

Uma das obras inovadoras de Oscar Niemeyer, com seu interior ornamentado por obras de Cândido Portinari, retratando a via Sacra, e jardins elaborados por Burle Marx. Só foi reconhecida pela igreja como tempo religioso 14 anos após sua construção. Também conhecida como Igrejinha da Pampulha, foi construída em 1945, passando a ser usada como templo em 1959.

Em setembro quando estive em BH ela estava em reforma, e segundo informações do Governo  ainda está fechada à visitação. A igrejinha da Pampulha é considerada o cartão postal de Belo Horizonte, e foi declarada Patrimônio Cultural pela Unesco.

 

Igreja São Francisco de Assis - Pontos Turísticos de Belo Horizonte
Igreja São Francisco de Assis – Belo Horizonte

 

Museu de Arte da Pampulha

Inicialmente foi construído para abrigar um cassino, construído a pedido do então prefeito Juscelino Kubitschek em 1940. Projetado também por Oscar Niemeyer, com jardins de Roberto Burle Marx. Jogadores de todo o Brasil, movimentaram a região até 1946, quando os jogos foram proibidos no país.

O prédio ficou fechado por dez anos, quando foi transformado em museu, recebendo doações de obras de grandes artistas.

A arquitetura do prédio é impressionante, com formas sinuosas, por dentro e por fora, seus jardins elaborados com plantas brasileiras fazem do lugar uma inspiração de paz.

Infelizmente hoje (até setembro de 2018, quando o visitei), o museu não tem nenhuma exposição, apenas as esculturas que fazem parte de seus jardins. Mas é possível entrar para conhecer sua arquitetura, não há cobrança de ingresso. Mesmo sem exposições, vale a pena a visita. Localizado na Avenida Otacílio Negrão de Lima, 16.585 o gps pode não encontrar o endereço, mas há placas indicando o caminho para o museu. Aberto de 3º a domingo, das 9h00 às 18h00, entrada gratuita.

 

Museu de Arte - Pampulha - Pontos Turísticos de Belo Horizonte
Museu de Arte – Pampulha

 

Casa Kubitschek

Construída em 1943, por Oscar Niemeyer, foi utilizada como casa de final de semana do então prefeito de Belo Horizonte, Juscelino Kubitschek. Os jardins da casa também foram obra de Burle Marx. A construção mantêm sua arquitetura original, pois na época de sua restauração, esta foi acompanhada por Niemeyer.

Na casa hoje há um museu e a preservação de móveis e fotos da família Kubitschek, além de contar a história de uma casa modernista dos anos 1940 a 1960, com experiencias sensoriais. Localizada na Avenida Otacílio Negrão de Lima, 4188, aberta a visitas gratuitas de 3º a domingo, as 9h00 às 18h00.

Fica bem em frente ao lago da Pampulha e onde há também um mirante com esculturas em homenagem aos criadores do parque, Oscar Niemeyer, Roberto Burle Marx e Cândido Portinari. Realmente uma visita que faz você entender um pouco a história deste lindo lugar.

No Parque da Pampulha, há outros pontos turísticos da capital mineira para serem visitados, como a Casa de Baile, mas que está bem deteriorada, uma pena. O Iate Clube, mas que só é possível entrar sendo sócio, mas pode ser avistado da Capela de São Francisco, quando ela estiver aberta a visitação novamente.

 

Mirante Parque da Pampulha - Pontos Turísticos Belo Horizonte
Mirante Parque da Pampulha

 

Praça da Liberdade

Este é um dos mais completos pontos turísticos de Belo Horizonte. Ao seu redor estão muitos museus, edifícios históricos e centros de exposições. Localizada na junção das Avenidas Gonçalves Dias, Bias Fortes e Brasil, basta colocar praça da Liberdade no gps e será fácil chegar até ela. A região é chamada de Circuito Cultural Praça da Liberdade, composto por inúmeros museus e centros culturais.

  • Espaço do Conhecimento UFMG;
  • MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal;
  • Memorial Minas Gerais Vale;
  • Centro de Arte Popular – Cemig;
  • BDMG Cultural;
  • Academia Mineira de Letras;
  • Museu Mineiro;
  • Arquivo Público Mineiro;
  • Centro Cultural Banco do Brasil;
  • Horizonte Sebrae – Casa da Economia Criativa;
  • Cefar Liberdade;
  • Casa Fiat de Cultura;
  • Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais;
  • Praça da Liberdade.

Não consegui visitar todos estes museus e bibliotecas, mas colocarei abaixo a impressão que tive sobre aqueles que visitei.

Em minha visita a Belo Horizonte, fui até a praça a pé, saindo do Hotel Clan Glass, na Rua Gonçalves Dias, 30. Aliás uma ótima opção de hospedagem, muito bem localizado e confortável.

A praça estava em reforma, então tive que me contentar em vê-la por entre os tapumes e telas. Mas ainda assim consegui algumas fotos de algumas pequenas áreas dela que estavam intactas.

Isto também dificultou fazer boas fotos dos museus, que estão instalados em edifícios lindos. Mas, com um pouquinho de esforço consegui fotos razoáveis. Abaixo os museus que consegui visitar.

 

Praça da Liberdade - Pontos Turísticos de Belo Horizonte
Praça da Liberdade – Belo Horizonte

 

Memorial de Minas Gerais

Dividido em 3 pavimentos, onde cada um deles tem uma função. No primeiro piso há exposições que mostram a vida e as obras de artistas como Guimarães Rosa, Carlos Drumond de Andrade, Sebastião Salgado e Lígia Clark. Neste piso ainda é possível encontrar um espaço de leitura, um café e uma Midiateca.

No segundo pavimento há várias salas que contam a história do povo mineiro. Salas que contam a trajetória da Inconfidência Mineira e a História de Belo Horizonte. Exposições de artes populares entre outras lembranças do povo mineiro.

No terceiro e último pavimento traz representações do folclore, artesanato e arquitetura mineiros. Além de exposições temporárias e uma máquina de fazer fotos dos visitantes para registrar sua visita ao memorial. Elas ficarão expostas também.

É um passeio inusitado, me trouxe muitas emoções, reconhecendo a história de Minas Gerais e do Brasil. A visita ao Memorial de Minas Gerais é gratuita, e ocorre as terças, quartas e sábados, das 10h00 às 17h30. Quintas, das 10h00 às 21h30 e domingos das 10h00 às 15h30. Localizado na Praça da Liberdade, 640.

 

Memorial de Minas Gerais - Pontos Turísticos de Belo Horizonte
Memorial de Minas Gerais – Belo Horizonte

 

MM Gerdau – Museu de Minas e do Metal

Com várias salas retratando a história da mineração e da produção de metal, oferecendo iteratividade aos visitantes e suas exposições.

É possível também conhecer os processos antigos de mineração, além de mostrar o universo das rochas e os passos de transformação dos minérios. Este museu incorporou o acervo do Museu de Mineralogia.

O museu mostra também a importância dos minérios na vida de todos nós, no desenvolvimento social, econômico e cultural. Localizado na Praça da Liberdade, s/n (Prédio Rosa). O Museu de Minas e do Metal, está aberto para visitação de terça a domingo das 12h00 às 18h00, quintas das 12h00 às 22h00, consultar funcionamento em feriados. A visita é gratuita.

Museu das Minas e do Metal - Pontos Turísticos de Belo Horizonte
Museu das Minas e do Metal

 

Casa Fiat de Cultura

Instalada na antiga sede do Palácio dos Despachos, que é parte integrante do conjunto arquitetônico do Palácio da Liberdade. Foi responsável pela conservação e restauro da Capela de Santana e do Palácio dos Despachos.

Tem um papel importante para o desenvolvimento cultural de Belo Horizonte, trazendo exposições de artistas renomados com Rodin, Caravaggio, Aleijadinho, Tarsila do Amaral, Amilcar de Castro, Portinari, entre outros.

Quando visitei Belo Horizonte havia uma exposição sobre São Francisco, com obras de artistas italianos. A exposição era muito bonita, e havia monitores para explicar sobre as obras expostas.

A Casa Fiat de Cultura abre de 3º a 6º, das 10h00 às 21h00, sábado, domingo e feriados, das 10h00 às 18h00. Entrada Gratuita.

Arquivo Público Mineiro e Museu Mineiro

Este instituto tem a finalidade de guardar e preservar documentos do Poder Executivo de Minas Gerais. Inicialmente estes documentos eram guardados em Ouro Preto, até 1895. Além de documentos públicos a instituição conserva também documentos históricos, geográficos e manifestações do movimento científico, literário e artístico do Estado.

Este acervo foi transferido para Belo Horizonte (antiga cidade de Minas) em 1901. A casa que abriga hoje o instituto foi construída em 1897 como residência do Secretário de Finanças, depois passou a ser cede da Prefeitura de Belo Horizonte, e em 1938 tornou-se o local destinado ao Arquivo Público Mineiro.

O acervo conta com documentos manuscritos, mapas, fotografias, gravuras, livros e outros documentos públicos. No Museu Mineiro, que fica junto ao Arquivo Público, também ocorrem exposições de artes e é onde está localizado o Museu de Arte Sacra (estava fechado para restauro).

O Arquivo Público Mineiro e o Museu Mineiro estão localizados, num mesmo pátio, na Avenida João Pinheiro, 372, a entrada é gratuita e abre de segunda a sexta das 9h00 às 17h00.

 

Museu Mineiro - Pontos Turísticos de Belo Horizonte
Museu Mineiro – Belo Horizonte

 

Palácio da Liberdade

É um dos edifícios mais imponentes da região da Praça da Liberdade construído em 1898. É onde está instalado o Palácio do Governo de BH. Visitas do publico em geral são permitidas somente aos domingos, das 9h00 às 16h30, eu não consegui visita-lo, infelizmente. São visitas programadas e que precisam ser agendadas previamente. As visitas são realizadas de 30 em 30 minutos, e somente é permitida a entrada de 25 pessoas por vez.

Como as visitas são restritas a poucos visitantes, é importante agendar com antecedência, e aguardar a resposta com a confirmação do agendamento. Também é necessário apresentar-se ao recepcionista 30 minutos antes do horário agendado, e apresentar um documento com foto.

Para agendar sua visita, gratuita, entre em contato pelo telefone, (31) 3224-1919 – Ramal 32, atendimento as terças e quarta, de 9h00 às 12h00 e das 14h00 às 17h00 ou pelo e-mail pl.educativo@appa.art.br.

 

Palácio da Liberdade - Pontos Turísticos de Belo Horizonte
Palácio da Liberdade – Pontos Turísticos de Belo Horizonte

 

Outros pontos turísticos

Praça do Papa

Praça do Papa, que originalmente tem o nome de Praça Israel Pinheiro. Passou a chamar-se assim a partir de 1980, após a missa campal realizada pelo Papa João Paulo II. A Praça do Papa, fica próxima ao Parque das Mangabeiras e a ladeira do amendoim.

Sim em BH também tem a ladeira do amendoim, aquela, em que o carro parece subir a ladeira ao invés de descer. Fizemos o teste lá também, e o carro parece subir a ladeira mesmo em ponto morto.

A praça tem uma extensão bastante grande, com um parquinho infantil, um lindo gramado, alguns bancos e a vista é linda. Apesar de em minha visita estar chovendo, com o tempo fechado, foi possível ter uma ideia da vista.

Vale a pena uma visita e passar ao menos 30 minutos por lá, admirando a vista e recarregando as energias e a cota de paz e sossego.

 

Praça do Papa - Pontos Turísticos de Belo Horizonte
Praça do Papa – Belo Horizonte

 

Catedral Nossa Senhora da Boa Viagem

Esta igreja fica a poucas quadras da Praça da Liberdade. E eu a encontrei por acaso, quando estava caminhando até o Mercado central. Uma igreja enorme, muito imponente, mas não consegui parar para visita-la naquele momento, o foco era o mercado.

A igreja iniciou-se em 1709, com a construção de uma pequena capela em pau a pique para abrigar a imagem de Nossa Senhora da Boa Viagem, trazida por um navegante devoto seu. Tendo sido construída na rota dos tropeiros que viajavam levando as riquezas do interior, a igreja passou a chamar-se, Nossa Senhora da Boa Viagem e tornou-se a padroeira dos viajantes. E também foi aí que nasceu a cidade de Belo Horizontes, anos depois.

Com o aumento de fiéis, foi construída no lugar da capela a Catedral de Nossa Senhora da Boa Viagem, em 1923. Foi construída em estilo Néo-Gótico, e considerada como o coração da capital mineira.

Seu interior é simples, mas sua arquitetura e seus jardins, são maravilhosos. Vale uma visita.

 

Catedral Nossa Senhora da Boa Viagem - Pontos Turísticos de Belo Horizonte
Catedral Nossa Senhora da Boa Viagem – Belo Horizonte

 

Museu da História da Inquisição

Quando iniciei a elaboração de meu roteiro de viagem e decidi incluir Belo Horizonte, encontrei uma menção ao Museu da História da Inquisição. Não encontrei muitos detalhes na época sobre ele, mas só pelo nome já fiquei muito empolgada para visita-lo.

E a visita atendeu à minhas expectativas, inicialmente é apresentado um vídeo explicando o intuito do museu. Durante a visita fomos acompanhados por uma monitora que foi explicando o significado das peças expostas.

Foi estarrecedor, ver imagens das torturas que eram realizadas na época da inquisição. O requinte de crueldade com que as pessoas eram punidas, simplesmente por serem pessoas com uma visão além de seu tempo, ou mesmo com opiniões religiosas diversa de alguns, é assustador.

Passando pelas salas, principalmente onde há itens utilizados para tortura e desenhos de como eram utilizados, é de arrepiar. E apesar da sensação ruim, de imaginar as dores que aquelas pessoas sofreram (ao menos para mim foi), a visita realmente foi uma experiência esclarecedora. Uma coisa é conhecermos as histórias que os livros contam, outra é ver imagens e artefatos usados nas torturas.

Muitas pessoas deveriam conhecer este museu para entenderem a gravidade da intolerância e suas consequências.

O Museu da História da Inquisição funciona de terá a sexta das 9h00 às 16h00, domingos e feriados das 10h00 às 15h00. O valor do ingresso é de R$ 10,00 por pessoa. O museu está localizado na Rua Cândido Naves, 55, fica relativamente próximo ao Parque da Pampulha.

 

Igreja São Francisco de Assis - Pontos Turísticos de Belo Horizonte
Igreja São Francisco de Assis – Belo Horizonte

 

Onde comer em Belo Horizonte

Restaurantes típicos são o que não faltam em Belo Horizonte, mas preferimos escolher outro tipo de restaurante.

Pomodori – Massas e Pizzas: este restaurante tem várias unidades pela cidade, nos comemos na Rua do Contorno, 4656, e na Antônio de Albuquerque, 862, em ambos a comida é muito saborosa e bem preparada, assim como as pizzas. O restaurante também serve vinhos, o lugar é simples, mas limpo e com boa comida. Uma pizza grande, uma taça de vinho, uma água, sobremesa e um refrigerante, saiu por R$ 106,59.

Pão de Queijaria: li muito sobre esta lanchonete quando fiz as pesquisas sobre BH. Lá eles servem o tradicional pão de queijo mineiro, recheado. São vários tipos de recheio, eu escolhi o recheio de linguiça artesanal com queijo. Acho que por eu estar com uma expectativa muito alta sobre o prato, não achei tão bom assim. Também achei muito caro R$ 18,00 por um pão de queijo de tamanho médio com linguiça dentro, e este era o mais barato, com outros tipos de recheio, ou acrescentando outros ingredientes ficava ainda mais alto o valor. Enfim, matei minha curiosidade.

Doces de Portuga: por lá comemos três doces portugueses deliciosos, o pastel de Belém é maravilhoso. E o café também é muito bom, além dos doces portugueses, servem bolos, salgados e refrigerantes. A doceria tem vários prêmios Quatro Rodas. Esta doceria fica ao lado do Pão de Queijaria e do Pomodori.

 

Praça da Liberdade - Pontos Turísticos Belo Horizonte
Praça da Liberdade – Pontos Turísticos Belo Horizonte

 

Dados sobre o roteiro

Em todos os meus roteiros, busquei informações sobre os pontos turísticos de Belo Horizonte e dicas em outros blogs parceiros, que também fazem parte da RBBV – Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem. Para este roteiro eu busquei informações nos seguintes blogs, Mineiros na Estrada da Gê Azevedo e do Guto, Ta indo pra onde da Fernanda Scaf, 360 Meridianos do Rafael Sette Câmara, da Natália Becattini e da Luíza Antunes. Um blog que também tem muitas informações sobre BH e região é o Chicas Lokas Viagens, escrito pelas amigas Roberta Nogueira, Denise Silva, Giselle Fontes e Tábata Cristina.

Fonte Histórica: Site Oficial de Belo Horizonte

Estas são as dicas sobre pontos turísticos de Belo Horizonte em minha experiencia na capital mineira. Espero que ajude você em seu roteiro. Gostou destas dicas? Então siga o blog no Facebook, Instagram e Pinterest para saber mais novidades. Se precisar de ajuda com seu roteiro, ou tiver alguma dúvida ou sugestão, não deixe de escrever pra mim. Use o espaço de contato aqui embaixo. Até o próximo post.

Seguir Alessandra Lima:

SEO e Redatora

Alessandra, é uma pessoa apaixonada por viagens. Formada em Comércio Exterior e escreve o blog Viagens de Cá pra Lá desde 2014. Adora ler e fazer fotos. Buscando sempre lugares inusitados para suas viagens, seu intuito é trazer informações mais completas possíveis para você, Leitor. Seja bem vindo ao blog Viagens de Cá pra Lá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *